Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

Carregando

Nevos atípicos

(Nevo displásico; nevo atípico)

Por

Denise M. Aaron

, MD, Dartmouth-Hitchcock Medical Center

Última modificação do conteúdo mai 2019
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

Nevos atípicos são nevos melanocíticos benignos com bordas mal definidas e irregulares, com cores variadas (em geral, tons marrom-escuros a claros) e componentes maculares ou papulosos. Pacientes com nevos atípicos têm maior risco de apresentar melanoma. O tratamento é monitoramento clínico atento e biópsia das lesões altamente atípicas ou em transformação. Os pacientes devem reduzir a exposição ao sol e serem orientados a realizar autoexames, para encontrar novos nevos ou alterações nos já existentes.

Nevos atípicos têm aparência clínica e histopatológica ligeiramente diferente (atipia de melanócitos e arquitetura alterada). A maioria dos melanomas surge por causa de mutação de novo. Fatores de risco de melanoma incluem maior quantidade de nevos atípicos e maior exposição à radiação ultravioleta e solar. Alguns pacientes têm somente um ou alguns nevos atípicos; outros apresentam diversos.

Manifestações de nevos atípicos

A propensão a desenvolver nevos atípicos pode ser hereditária (autossômica dominante) ou esporádica, sem aparente associação familiar. A síndrome de nevo-melanoma familiar atípica refere-se à presença de múltiplos nevos atípicos e melanoma em 2 parentes de 1º grau. Esses pacientes têm risco acentuadamente maior de melanoma (25 vezes).

Sinais e sintomas

Frequentemente, os nevos atípicos são maiores que outros nevos (> 6 mm de diâmetro), arredondados (ao contrário de muitos melanomas), mas com bordas indistintas e discreta assimetria. Em comparação, melanomas têm maior irregularidade nas cores e podem ter áreas que são vermelhas, azuis, esbranquiçadas ou despigmentadas com uma aparência de cicatriz.

Diagnóstico

  • Avaliação clínica

  • Às vezes, biópsia

  • Exame físico periódico

O NA deve ser diferenciado de melanoma. Características que sugerem melanoma, conhecidas como o ABCDE do melanoma, são

  • A: assimetria—aparência assimétrica

  • B: bordas — bordas irregulares (nem arredondadas nem ovais)

  • C: cor — variação das cores dentro do nevo, cores incomuns ou uma cor significativamente diferente ou mais escura do que outros nevos do paciente

  • D: diâmetro → 6 mm

  • E: evolução — um novo nevo em um paciente > 30 anos ou um nevo em transformação

Embora resultados clínicos possam às vezes estabelecer um diagnóstico do nevos atípicos ( Características de nevos típicos versus atípicos), a diferenciação visual entre nevo atípico e melanoma pode ser difícil; biópsia das lesões de pior aparência deve ser realizada para estabelecer o diagnóstico e determinar o grau de atipia. O objetivo da biópsia deve incluir a profundidade e amplitude completas da lesão; biópsia excisional é frequentemente ideal.

Tabela
icon

Características de nevos típicos versus atípicos

Critérios

Nevos típicos

Nevos atípicos

Idade de início

Infância ou adolescência

Continuam a surgir após a adolescência

Cor

Cor da pele, marrom-amarelados ou negros

Pigmentam para marrom-escuro, com fundo róseo; geralmente têm aparência de “ovo frito”, com um centro escuro ou claro e uma margem mais plana que o centro

Pigmento muitas vezes borrado nas bordas ou entalhados

Diâmetro

1–10 mm (geralmente < 6 mm)

5–12 mm

Forma

Simétrica com bordas regulares

Pode ser assimétrica ou com bordas irregulares

Localização

Qualquer região do corpo

Mais comuns em pele exposta ao sol, mas podem ocorrer em áreas cobertas (p. ex., glúteos, mamas, couro cabeludo)

Quantidade de lesões

≥ 10

Uma a várias dezenas

Pacientes com nevos atípicos e história pessoal ou familiar de melanoma devem ser examinados regularmente (p. ex., anualmente para história familiar de melanoma, mais frequentemente para história pessoal de melanoma). Alguns dermatologistas fazem exames de imagem da pele usando um instrumento de mão (dermoscopia) para visualizar estruturas não visíveis a olho nu. Dermatoscopia pode revelar certas características de alto risco (p. ex., véu azul-esbranquiçado, pontos e glóbulos irregulares, rede de pigmentos atípicos, rede invertida).

Tratamento

  • Remoção por excisão ou raspagem quando desejado

  • Excisão das lesões de alto risco

A remoção profilática de todos os nevos atípicos não é eficaz na prevenção do melanoma e não é recomendada. Entretanto, nevos atípicos podem justificar a remoção para qualquer uma das condições a seguir:

  • Paciente com história de alto risco (p. ex., história pessoal ou familiar de melanoma).

  • Paciente não pode garantir acompanhamento atento.

  • O nevo tem achados dermatoscópicos de alto risco.

  • O nevo está em um local que dificulta ou torna impossível que o paciente monitore se há alterações na lesão.

Prevenção

  • Proteção solar (roupas de proteção solar, protetor solar, evitar sol nos horários de pico, procurar sombra)

  • Autoexame regular

  • Fotografia de corpo inteiro

  • Às vezes, monitoramento dos familiares

Pacientes com nevos atípicos devem evitar exposição excessiva ao sol e usar protetor solar. Pacientes com restrição à luz solar devem ser aconselhados a fazer suplementação adequada de vitamina D. Além disso, eles devem ser orientados a se autoexaminar com a finalidade de detectar alterações em nevos preexistentes e reconhecer características de melanoma. Fotografias de corpo inteiro podem ajudar a detectar novos nevos e monitorar os nevos existentes a procura de alterações. Exames regulares de acompanhamento são recomendados.

Se os pacientes têm história de melanoma (seja um se desenvolvendo de um nevo atípico, ou de uma mutação de novo) ou outros tipos de câncer de pele, os parentes de 1º grau devem ser examinados. Os pacientes oriundos de famílias com tendência ao melanoma (i. e. 2 parentes em 1º grau com melanoma) têm risco de desenvolver o tumor ao longo da vida. Toda a pele (incluindo o couro cabeludo) dos membros de uma família de risco deve ser examinada pelo menos uma vez para determinar o risco e a necessidade de acompanhamento.

Pontos-chave

  • O risco de melanoma é maior se os pacientes têm uma quantidade aumentada de nevos atípicos, maior exposição ao sol ou síndrome do nevo atípico-melanoma na família.

  • Como pode ser difícil diferenciá-lo de um melanoma, fazer biópsia dos nevos atípicos com a pior aparência.

  • Acompanhar atentamente os pacientes com nevos atípicos, particularmente aqueles com maior risco de melanoma, e fazer fotografias de corpo inteiro.

  • Recomendar proteção solar (com um suplemento de vitamina D) e autoexame para verificar alterações de alto risco.

  • Fazer exames de corpo inteiro de todos os parentes de 1º grau de pacientes que têm melanoma.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS