Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

Carregando

Doenças zoonóticas

Por

James G. H. Dinulos

, MD,

  • Clinical Associate Professor of Surgery (Dermatology Section)
  • Geisel School of Medicine at Dartmouth
  • Clinical Assistant Professor of Dermatology
  • University of Connecticut

Última modificação do conteúdo ago 2018
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

Ectima contagiosa e nódulos do leiteiro são duas doenças virais da pele que raramente são transmitidas de animais para seres humanos.

Ectima contagioso

Ectima contagioso (dermatite contagiosa pustular) é causado por um poxvírus que afeta ruminantes (com mais frequência, carneiros e cabras). Estão em risco os indivíduos em contato com animais, como veterinários, fazendeiros e funcionários de zoológicos. Os achados cutâneos passam por 6 etapas, que duram cerca de 1 semana:

  • Estágio 1 (papular): uma simples pápula eritematoedematosa surge no dedo (com mais frequência no dedo indicador direito)

  • Estágio 2 (alvo): um grande nódulo com centro eritematoso circundado por halo esbranquiçado com eritema periférico

  • Estágio 3 (agudo): crescimento rápido de um tumor de aspecto infectado

  • Estágio 4 (regenerativo): um nódulo com pontos pretos recobertos por uma fina crosta

  • Estágio 5 (papilomatoso): um nódulo cuja superfície é cravada por pequenas projeções

  • Estágio 6 (regressivo): um nódulo aplanado com uma crosta espessa

Os pacientes podem desenvolver adenopatia regional, linfangite e febre.

O diagnóstico do ectima contagioso baseia-se na história de contato; o diagnóstico diferencial é extenso, dependendo do estágio da doença. Lesões agudas devem ser diferenciadas do nódulo dos ordenhadores, infecção por Mycobacterium marinum (ver Doença da pele) e outras infecções bacterianas; lesões em regressão devem ser diferenciadas de tumores cutâneos, como a doença de Bowen ou carcinoma de células escamosas.

As lesões regridem espontaneamente; nenhum tratamento é necessário.

Nódulos dos ordenhadores

São causados por um vírus da paravacínia, um parapoxvírus que causa lesões nos úberes das vacas. A infecção requer contato direto e causa máculas que progridem para pápulas, vesículas e nódulos. Essa infecção tem 6 estágios, que são descritos semelhantes aos do ectima contagioso. Febre e linfadenopatia são incomuns.

O diagnóstico dos nódulos do ordenhador baseia-se na história do contato e achados cutâneos. O diagnóstico diferencial varia de acordo com a morfologia, mas pode incluir inoculação primária de tuberculina (um cancro que pode se desenvolver no local da inoculação de tuberculina), esporotricose, antraz e tularemia.

Ocorre cura espontânea das lesões e nenhum tratamento é necessário.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS