Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Infecções adquiridas no hospital por recém-nascidos

Por

Brenda L. Tesini

, MD, University of Rochester School of Medicine and Dentistry

Última revisão/alteração completa jul 2020| Última modificação do conteúdo jul 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Infecções adquiridas no hospital por recém-nascidos são infecções que se desenvolvem depois de os recém-nascidos terem sido admitidos no berçário. Essas infecções não vêm da mãe quando o bebê está no útero e não ocorrem no parto.

  • Essas infecções podem ser causadas por bactérias, vírus ou fungos.

  • Os sintomas variam, mas podem incluir vômitos, febre e uma erupção cutânea.

  • Em geral, o diagnóstico se baseia no exame físico.

  • Várias medidas, como lavar as mãos, podem ajudar a prevenir a disseminação de infecções.

  • As infecções são tratadas com base na causa.

Algumas infecções são adquiridas após a admissão no berçário, e não da mãe no útero ou durante o parto. Às vezes, não fica claro se a fonte foi a mãe ou o ambiente hospitalar. Infecções adquiridas no hospital são principalmente problemas para recém-nascidos que têm de permanecer no hospital por um longo período de tempo, por exemplo, recém-nascidos prematuros e recém-nascidos a termo com problemas sérios de saúde.

As infecções mais comuns adquiridas no hospital são pneumonia (infecção pulmonar) e as infecções do sangue (bacteremia) resultante de um cateter que foi inserido em uma veia (também chamado IV) para administrar fluidos ou medicamentos ao recém-nascido.

Em recém-nascidos a termo, a infecção adquirida em ambiente hospitalar mais frequente é uma infecção da pele resultante de bactérias Staphylococcus aureus. Muitas vezes, as infecções não são notadas até os recém-nascidos estarem em casa.

Em bebês de muito baixo peso ao nascimento, a maioria das infecções adquiridas em hospitais também são causadas por estafilococos. Mas algumas outras bactérias e fungos também são causas. Quanto menor o peso ao nascimento, maior o risco de infecção, particularmente em recém-nascidos que precisam ser conectados a um ventilador ou precisam de acessos venosos por um longo período de tempo. Quanto mais tempo os recém-nascidos permanecem em berçários de cuidados especiais ou em unidades de terapia intensiva neonatal (UTINs) e quanto mais procedimentos eles tiverem feito, maior é a probabilidade de infecção.

Sintomas

Os sintomas de infecção em recém-nascidos tendem a ser inespecíficos. Por exemplo, recém-nascidos podem apresentar vômitos ou não se alimentar bem, aumento da sonolência ou letargia, febre ou temperatura baixa, respiração acelerada, erupções cutâneas, diarreia ou um abdômen inchado. Muitas infecções adquiridas antes do nascimento podem causar ou estar acompanhadas por diversos sintomas ou anormalidades.

Diagnóstico

  • Vários outros testes

Existe a suspeita de infecção adquirida no hospital com base em um exame médico.

Os médicos podem, então, fazer exames de sangue, urina e de amostras do líquido cefalorraquidiano para determinar onde está a infecção e qual o micro-organismo causador.

Prevenção

Medidas gerais que os membros da equipe do hospital usam para ajudar a prevenir infecções adquiridas no hospital incluem as seguintes:

  • Medidas para reduzir a disseminação do Staphylococcus aureus

  • Prevenção da propagação e infecção em berçários de cuidados especiais, como UTINs

  • Lavagem cuidadosa das mãos

  • Monitoramento para infecção hospitalar

  • Às vezes antibióticos

  • Vacinação

Para reduzir a disseminação da infecção durante um surto de doença no hospital, os médicos podem aplicar pomadas com antibiótico no cordão umbilical, narinas e local da circuncisão.

Para reduzir a disseminação da infecção em berçários de cuidados especiais, como UTINs, os membros da equipe do hospital certificam-se de haver espaço suficiente entre recém-nascidos que estão em incubadoras ou berços aquecidos. Eles também têm o cuidado de limpar e desinfetar meticulosamente ou de esterilizar o equipamento e de usar cateteres IV e ventiladores durante o menor tempo possível.

Os membros da equipe do hospital, pais e cuidadores podem ajudar a prevenir a disseminação de infecções adquiridas no hospital sempre lavando bem as mãos com água e sabão ou usando um desinfetante antibacteriano para as mãos.

Enquanto no hospital, os recém-nascidos são cuidadosamente monitorados em busca de quaisquer sinais de infecção.

Se os médicos determinarem que uma infecção está se disseminando no berçário, eles podem administrar certos antibióticos a recém-nascidos que ainda não estão infectadas. Essa medida preventiva é denominada profilaxia.

Os membros da equipe do hospital administram vacinas de acordo com o esquema de rotina a qualquer criança que estiver no hospital na ocasião. Algumas vacinas não são administradas até o momento da alta.

Tratamento

  • Depende do micro-organismo

O tratamento de infecções adquiridas no hospital depende do organismo específico que está causando a infecção.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS