Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Coágulos sanguíneos pós-parto

Por

Julie S. Moldenhauer

, MD, Children's Hospital of Philadelphia

Última revisão/alteração completa jun 2018| Última modificação do conteúdo jun 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos

O risco de formação de coágulos sanguíneos (tromboflebite) aumenta no período de seis a oito semanas após o parto ( Doenças tromboembólicas durante a gestação). Geralmente, os coágulos sanguíneos ocorrem nas veias profundas das pernas ou na pelve (um distúrbio chamado trombose venosa profunda).

Às vezes, um desses coágulos se solta e se desloca pelo fluxo sanguíneo para os pulmões, onde se aloja em um vaso sanguíneo, bloqueando o fluxo de sangue. Esse bloqueio é chamado de embolia pulmonar.

Também é possível ocorrer a formação de coágulos sanguíneos nas veias logo abaixo da superfície da pele das pernas. Este distúrbio é denominado trombose venosa superficial (tromboflebite superficial).

Sintomas

Uma febre que surge após o parto pode ser causada por um coágulo sanguíneo.

Quando um coágulo sanguíneo se forma em uma veia da perna, a parte afetada, em geral a panturrilha, pode ficar dolorida, sensível ao toque, quente e inchada. Um coágulo sanguíneo na pelve pode não causar sintomas.

O primeiro sinal de embolia pulmonar pode ser falta de ar.

Diagnóstico

  • Para trombose venosa profunda, ultrassonografia

  • Para embolia pulmonar, tomografia computadorizada

Geralmente, o médico consegue diagnosticar coágulos sanguíneos superficiais tomando por base um exame físico.

O diagnóstico de trombose venosa profunda costuma se basear nos resultados da ultrassonografia. Às vezes, um exame de sangue para medir o dímero D (uma substância liberada por coágulos sanguíneos) é útil.

Se houver suspeita de embolia pulmonar, uma tomografia computadorizada (TC) do tórax é realizada depois de um meio de contraste radiopaco ser injetado na veia. O meio de contraste facilita a visualização do bloqueio.

Tratamento

  • Compressas mornas, faixas de compressão e elevação do membro no caso de coágulos sanguíneos superficiais

  • Medicamentos para trombose venosa profunda ou embolia pulmonar

O tratamento de um coágulo sanguíneo superficial na perna consiste em compressas quentes (para reduzir o desconforto), faixas de compressão aplicadas por um médico ou enfermeiro e, durante o repouso, manter elevada a perna afetada (por exemplo, elevar o pé a 15 cm da cama). Raramente, no caso de os coágulos sanguíneos superficiais serem de grande porte, a mulher recebe medicamentos para fazer com que o sangue fique menos propenso a coagular (anticoagulantes que, às vezes, são chamados de afinadores do sangue).

A mulher com trombose venosa profunda ou embolia pulmonar precisa tomar anticoagulantes, que fazem com que o sangue fique menos propenso a coagular. Às vezes, o médico insere um filtro na veia cava inferior (a veia que transporta o sangue da parte inferior do corpo até o coração). O filtro evita que um coágulo sanguíneo se mova da perna para os pulmões. Raramente, é necessária cirurgia para remover o coágulo.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Fertilização in vitro
Vídeo
Fertilização in vitro
Os testículos de homens adultos produzem aproximadamente meio bilhão de espermatozoides todos...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Conteúdo da pelve feminina
Modelo 3D
Conteúdo da pelve feminina

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS