Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Vulvite

Por

Oluwatosin Goje

, MD, MSCR, Cleveland Clinic, Lerner College of Medicine of Case Western Reserve University

Última revisão/alteração completa set 2019| Última modificação do conteúdo set 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
Recursos do assunto

Vulvite é a inflamação da vulva. Quando ocorre a inflamação tanto da vulva como da vagina, o distúrbio é denominado vulvovaginite.

A vulva é a área em torno da abertura da vagina e que contém os órgãos genitais externos femininos.

Órgãos genitais femininos externos

Órgãos genitais femininos externos

Causas

A vulvite pode ser causada por

  • Reações alérgicas a substâncias que entram em contato com a vulva (como sabonetes, banhos de espuma, tecidos e perfumes)

  • Distúrbios da pele (como dermatite)

  • Infecções, incluindo candidíase e doenças sexualmente transmissíveis (por exemplo, herpes)

  • Infestação com piolho púbico – um distúrbio chamado pediculose púbica

  • Irritação causada por urina ou fezes se elas ficarem em contato com a vulva (como pode ocorrer em mulheres que têm incontinência ou estão confinadas à cama)

Às vezes o contato com urina e fezes pode causar vulvite contínua (crônica).

Nas crianças, as infecções da vagina também podem afetar a vulva. Essas infecções podem ser devidas a bactérias do ânus ou outras bactérias.

Sintomas

A vulvite provoca coceira, dor e vermelhidão. Raramente, as dobras da pele ao redor dos orifícios vaginal e uretral (lábios) ficam aderidas. A vulvite crônica pode causar manchas doloridas, espessas, escamosas ou esbranquiçadas na vulva.

Diagnóstico

  • Avaliação de um médico

O médico examina a vulva para verificar se há vermelhidão e alterações na pele e verificar se há corrimento vaginal. Ele também faz perguntas sobre o corrimento (se houver), sobre as possíveis causas dos sintomas e sobre aos hábitos de higiene.

O médico geralmente realiza um exame pélvico para verificar quanto à presença de outras infecções e, se houver corrimento presente, ele o examina por microscopia. É possível que o médico também utilize um cotonete para coletar uma amostra de líquido do colo do útero. A amostra será analisada quanto à presença de doenças sexualmente transmissíveis.

Tratamento

  • Medidas gerais

  • Creme de hidrocortisona ou estrogênio

É possível tentar vários tratamentos para vulvite. Eles incluem

  • Evitar substâncias que podem irritar a vulva

  • Manter a vulva limpa e seca

  • Tomar um banho de assento contendo substâncias calmantes (para ajudar a controlar a coceira)

  • Aplicar creme de hidrocortisona ou estrogênio à vulva

Se a vulvite crônica não responder ao tratamento, o médico costuma fazer uma biópsia para procurar a causa, como distúrbios na pele da vulva (distrofia vulvar, como líquen escleroso ou hiperplasia de células escamosas) ou câncer.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Fertilização in vitro
Vídeo
Fertilização in vitro
Os testículos de homens adultos produzem aproximadamente meio bilhão de espermatozoides todos...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Conteúdo da pelve feminina
Modelo 3D
Conteúdo da pelve feminina

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS