Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Secreção no mamilo

Por

Mary Ann Kosir

, MD, Wayne State University School of Medicine

Última revisão/alteração completa out 2019| Última modificação do conteúdo out 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
Recursos do assunto

O líquido que vaza de um ou de ambos os mamilos é chamado de secreção no mamilo. Cada mama tem vários dutos de leite (de 15 a 20). Uma secreção pode vir de um ou mais desses dutos.

Secreção no mamilo pode ocorrer normalmente durante as últimas semanas de gravidez e após o parto, quando o leite materno é produzido. A secreção no mamilo também pode ser normal em mulheres que não estão grávidas ou amamentando, especialmente durante os anos férteis. Por exemplo, nas mulheres, carícias, amamentação, irritação da roupa ou excitação sexual podem estimular uma secreção no mamilo, assim como o estresse. Contudo, a secreção no mamilo em homens é sempre uma anomalia.

Uma secreção no mamilo normal é geralmente um líquido ralo, turvo, esbranquiçado ou quase transparente que não é pegajoso. No entanto, a secreção pode ter outras cores, como cinza, verde, amarelo ou marrom. Durante a gestação ou amamentação, uma secreção normal às vezes é um pouco sanguinolenta.

Secreções anômalas têm aparências variadas, dependendo da causa. Uma secreção anômala pode ser acompanhada de outras alterações, tais como pele com covinhas, inchaço, vermelhidão, descamação, feridas e mamilo retraído. (A retração do mamilo ocorre quando ele está repuxado para dentro e não retorna à posição normal quando estimulado.) Se houver secreção espontânea (sem nenhum tipo de estímulo no mamilo) em apenas uma mama, isso é considerado uma anomalia.

Causas

Vários distúrbios podem causar uma secreção anômala.

Uma secreção de um duto de leite ou de uma mama pode ser causada por um problema com essa mama, como um tumor de mama não canceroso (benigno) ou um tumor de mama canceroso.

Uma secreção de ambas as mamas ou de vários dutos de leite em uma mama é mais provável que seja causada por um problema fora da mama, como um distúrbio hormonal ou ingestão de certos medicamentos.

Causas comuns de secreção no mamilo

Normalmente, a causa é um distúrbio benigno dos dutos de leite, como os seguintes:

Papiloma intradutal é a causa mais comum. Também é a causa mais comum de secreção no mamilo sanguinolenta quando não há nódulo na mama.

Causas menos comuns de secreção no mamilo

Alguns distúrbios estimulam a produção de leite materno em mulheres que não estão grávidas ou amamentando (consulte a tabela Algumas causas e características de secreção no mamilo). Na maioria desses distúrbios, o nível de prolactina (um hormônio que estimula a produção de leite materno) é elevado. Certos medicamentos podem ter o mesmo efeito.

O câncer é responsável por menos de 10% dos casos.

Avaliação

Sinais de alerta

Secreção no mamilo é um motivo de preocupação quando

  • Ocorre sem que o mamilo seja apertado ou estimulado por outros meios (quando ocorre espontaneamente)

  • Ocorre em mulheres com 40 anos de idade ou mais

  • Sai de uma mama apenas

  • É sanguinolento ou rosa

  • É acompanhada por um nódulo que pode ser sentido

  • Ocorre em um garoto ou homem

Quando consultar um médico

Se a secreção no mamilo continuar por mais de um ciclo menstrual ou se algum dos sinais de alerta estiverem presentes, a mulher (ou homem) deve consultar um médico. Atraso de uma semana mais ou menos não é prejudicial, a menos que haja sinais de infecção, como vermelhidão, inchaço e/ou uma secreção de pus. A mulher com esses sintomas deve consultar um médico dentro de um ou dois dias.

O que o médico faz

Inicialmente, o médico faz perguntas sobre os sintomas e histórico médico da mulher. Em seguida, o médico faz um exame físico. O que ele encontra durante o histórico e o exame físico geralmente sugere uma causa da secreção e os exames que podem ser necessários (consulte a tabela abaixo).

Para ajudar a identificar a causa, o médico faz perguntas sobre a secreção e sobre outros sintomas que podem sugerir possíveis causas. Eles perguntam

  • Se a secreção vem de uma ou das duas mamas

  • Qual a cor da secreção

  • Há quanto tempo ela está presente

  • Se ela é espontânea ou ocorre apenas quando o mamilo é estimulado

  • Se um nódulo ou dor na mama está presente

Também é perguntado à mulher se ela teve distúrbios ou tomou medicamentos que podem elevar os níveis de prolactina.

O médico examina a mama, à procura de anomalias, inclusive nódulos. Se a secreção não ocorrer espontaneamente, a região ao redor dos mamilos será pressionada com cuidado para tentar estimular uma secreção.

Tabela
icon

Some Causes and Features of Nipple Discharge

Causa

Características comuns*

Exames

Distúrbios benignos de mama

Papiloma intradutal (um tumor benigno em um duto de leite), a causa mais comum

Uma secreção sanguinolenta ou rosa de uma mama

Geralmente ultrassonografia

Outros exames, dependendo dos resultados (avaliações como para nódulos na mama)

Ectasia do duto mamário (dutos de leite dilatados)

Uma secreção sanguinolenta, rosa ou multicolorida (parecida com pus, cinza ou leitosa) de uma ou de ambas as mamas

Igual para papiloma intradutal

Alterações fibrocísticas (incluindo dor, cistos e nódulos gerais)

Um nódulo, geralmente flexível e macio, que geralmente surge antes da menopausa

Talvez a presença de uma secreção de cor amarelo claro, verde ou branca

Possivelmente um histórico de nódulos na mama

Igual para papiloma intradutal

Dor, sensibilidade, vermelhidão, calor ou uma combinação desses que começa de repente em uma mama

Muitas vezes, febre

Com um abscesso, um nódulo macio e possivelmente uma secreção parecida com pus que cheira mal

Exame físico (a infecção geralmente é óbvia)

Se a secreção não resolver com o tratamento, avaliação como para papiloma intradutal

Normalmente, carcinoma intradutal ou carcinoma dutal invasivo

Possivelmente um nódulo palpável, alterações na pele ou aumento dos linfonodos, na maioria das vezes na axila

Às vezes, uma secreção sanguinolenta ou rosa

Igual para papiloma intradutal

Aumento dos níveis de prolactina†

Vários distúrbios, incluindo o seguinte:

Uma secreção leitosa (não sanguinolenta), geralmente a partir de ambas as mamas

Nenhum nódulo

Possivelmente irregularidades menstruais ou ausência da menstruação (amenorreia)

Exames de sangue para medir os níveis de prolactina e do hormônio estimulante da tireoide

Uma revisão dos medicamentos que estão sendo tomados

Se o nível de estímulo da prolactina ou da tireoide estiver elevado, ressonância magnética da cabeça

Intolerância ao frio, lentidão, constipação ou ganho de peso

  • Distúrbios da hipófise ou do hipotálamo (parte do cérebro)

Possivelmente anomalias hormonais, alterações na visão ou dores de cabeça

  • Distúrbios crônicos renais ou hepáticos

Com distúrbios hepáticos, ascite ou icterícia

Em pessoas que sabidamente apresentam um distúrbio renal ou hepático

Certos medicamentos, incluindo

  • Opioides

  • Contraceptivos orais

  • Alguns medicamentos usados ​​para tratar distúrbios gástricos (como cimetidina, ranitidina‡ e metoclopramida)

  • Alguns antidepressivos e fenotiazinas (medicamentos utilizados no tratamento de náusea ou psicose), como a proclorperazina

  • Alguns anti-hipertensivos (como atenolol, labetalol, metildopa, reserpina e verapamil)

Exames de sangue para medir os níveis de prolactina e do hormônio estimulante da tireoide

Uma revisão dos medicamentos que estão sendo tomados

Se o nível de estímulo da prolactina ou da tireoide estiver elevado, ressonância magnética da cabeça

* As características incluem os sintomas e os resultados do exame médico. As características mencionadas são típicas, mas nem sempre estão presentes.

† A prolactina é um hormônio que estimula a produção de leite.

‡ Ranitidina (tomada por via oral ou intravenosa, de venda livre) foi removida do mercado nos Estados Unidos e em muitos outros países por causa de níveis inaceitável de N-nitrosodimetilamina (NDMA), uma substância que provavelmente causa câncer.

RM = ressonância magnética.

Exames

Se o médico suspeitar que a causa seja um distúrbio hormonal, exames de sangue serão feitos para medir os níveis do hormônio estimulante de prolactina e da tireoide.

Se houver suspeita de um distúrbio da hipófise ou do cérebro, será feita uma ressonância magnética (RM) ou tomografia computadorizada (TC) da cabeça.

Se a secreção não for obviamente sanguinolenta, ela será analisada para determinar se contém pequenas quantidades de sangue. Se houver sangue, uma amostra da secreção será examinada ao microscópio (chamado de citologia) para detectar se há células cancerosas.

Se um nódulo puder ser sentido, será feita uma ultrassonografia. O exame é semelhante ao de qualquer nódulo na mama. Cistos são drenados (por aspiração) e o líquido é examinado. Se os cistos permanecem após a aspiração ou, se forem sólidos, será feita uma mamografia, seguida por biópsia.

Uma mamografia será feita quando não houver nódulo, mas ainda houver suspeita de câncer ou quando os resultados de outros exames não forem conclusivos.

Caso uma ultrassonografia e mamografia não consigam identificar a causa e a secreção ocorra espontaneamente e venha do duto de leite, geralmente os médicos realizam um tipo especial de mamografia (denominada ductografia ou galactografia). Nesse procedimento, um meio de contraste (que ajuda a tornar as imagens mais nítidas) é injetado no duto e são obtidas imagens da mesma forma como é feito em uma mamografia normal. Este exame pode ajudar a descartar a possibilidade de câncer ou identificá-lo.

Se nenhum nódulo puder ser sentido e a mamografia for normal, o câncer é altamente improvável.

Às vezes, uma causa específica não pode ser identificada.

Tratamento

Eventuais distúrbios identificados serão tratados.

Se um tumor não canceroso ou distúrbio estiver causando uma secreção em uma das mamas, o duto do qual a secreção é proveniente poderá ser removido. Esse procedimento exige apenas anestesia local e não precisa de internação hospitalar.

Pontos-chave

  • Normalmente, a causa da secreção no mamilo não é câncer.

  • Se a secreção vier de ambas as mamas ou a partir de vários dutos de leite e não for sanguinolenta ou rosa, a causa geralmente será um distúrbio hormonal não canceroso.

  • Se a secreção vier de apenas uma mama e for sanguinolenta ou rosa, há a probabilidade de ser câncer, especialmente em mulheres com 40 anos ou mais.

  • A realização ou não de exames de sangue, de imagem (como ultrassonografia) ou de ambos depende da causa suspeita.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS