Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Alguns medicamentos empregados no tratamento de insuficiência cardíaca

Alguns medicamentos empregados no tratamento de insuficiência cardíaca

Medicamento*

Comentários

Inibidores da enzima conversora de angiotensina (ECA)

Captopril

Enalapril

Lisinopril

Perindopril erbumina

Quinapril

Ramipril

Trandolapril

Os inibidores da ECA provocam expansão (dilatação) dos vasos sanguíneos, reduzindo, assim, a carga de trabalho do coração.

Eles também podem beneficiar diretamente o coração.

Esses medicamentos são fundamentais no tratamento da insuficiência cardíaca.

Eles reduzem os sintomas, a necessidade de hospitalização e prolongam o tempo de vida.

Bloqueadores dos receptores da angiotensina II

Candesartana

Losartana

Valsartana

Bloqueadores dos receptores da angiotensina II têm efeitos semelhantes aos dos inibidores da ECA e podem ser mais bem tolerados.

Eles podem ser usados ​​com um inibidor da ECA ou isoladamente em pessoas que não podem tomar um inibidor da ECA.

Betabloqueadores

Bisoprolol

Carvedilol

Metoprolol

Betabloqueadores diminuem a frequência cardíaca e bloqueiam a estimulação excessiva do coração.

Eles podem ser adequados para a maioria das pessoas com insuficiência cardíaca.

Esses medicamentos geralmente são usados em associação com inibidores da ECA e oferecem um benefício adicional.

Eles podem agravar temporariamente os sintomas, mas resultam em melhora da função cardíaca em longo prazo.

Outros vasodilatadores

Hidralazina

Dinitrato de isossorbida

Nitroglicerina

Vasodilatadores provocam a dilatação dos vasos sanguíneos.

Eles são administrados frequentemente em pessoas que não podem usar um inibidor da ECA ou um bloqueador dos receptores da angiotensina II.

A nitroglicerina é particularmente útil para pessoas com insuficiência cardíaca e angina, bem como para aquelas com insuficiência cardíaca aguda.

A combinação de hidralazina e nitratos mostrou-se eficiente, particularmente em afrodescendentes.

Glicosídeos cardíacos

Digoxina

Os glicosídeos cardíacos aumentam a força de cada batimento cardíaco e diminuem a frequência cardíaca em pessoas com fibrilação atrial.

Antagonistas de aldosterona

Eplerenona

Espironolactona

Esses medicamentos bloqueiam a ação do hormônio aldosterona, que promove retenção de sal e líquidos e pode provocar efeitos colaterais diretos sobre o coração.

Ambos são diuréticos poupadores de potássio e aumentam a sobrevida.

A eplerenona tem menos chances de causar sensibilidade nas mamas ou seu aumento em homens em comparação com a espironolactona.

Diuréticos de alça

Bumetanida

Ácido etacrínico

Furosemida

Torasemida

Esses diuréticos auxiliam os rins a eliminarem sal e água, reduzindo, assim, o volume de líquido na corrente sanguínea.

Diuréticos poupadores de potássio

Amilorida

Triantereno

Como esses diuréticos previnem a perda de potássio, eles podem ser administrados com tiazida ou diuréticos de alça, que causam perda de potássio.

A espironolactona é um diurético poupador de potássio e também um bloqueador dos receptores de aldosterona. Ela é especialmente útil no tratamento de insuficiência cardíaca grave.

Tiazidas e diuréticos tiazídicos

Clortalidona

Hidroclorotiazida

Indapamida

Metolazona

A ação desses diuréticos é similar, porém mais leve do que a dos diuréticos de alça. Esses dois tipos de diuréticos são particularmente eficientes quando associados.

Anticoagulantes

Apixabana

Dabigatrana

Heparina

Rivaroxabana

Varfarina

Podem ser administrados anticoagulantes para evitar a formação de coágulos nas câmaras do coração.

A heparina é administrada somente por um curto período, pois é administrada via injeção.

Opioides

Morfina

A morfina pode ser administrada para aliviar a ansiedade em uma emergência médica, como edema pulmonar agudo.

É necessária supervisão cuidadosa.

*Estes medicamentos específicos foram bem estudados para evitar ou tratar a insuficiência cardíaca.

Alguns efeitos colaterais dos inibidores da ECA, bloqueadores dos receptores da angiotensina II e betabloqueadores estão listados na tabela ( Medicamentos anti-hipertensivos).