honeypot link

Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Who Should Receive the Rabies Vaccine?

Who Should Receive the Rabies Vaccine?

Nos Estados Unidos, a decisão de administrar a vacina contra a raiva a uma pessoa que tenha sido mordida por um animal depende do tipo e estado do animal.

Para pessoas mordidas por cachorro de estimação, gato ou furão: Se o animal aparenta estar saudável e puder ser vigiado durante 10 dias, não se aplica a vacina, a não ser que o animal desenvolva sintomas que surgiram a raiva. Se o animal desenvolver qualquer sintoma que sugira a raiva, as pessoas receberão a vacina e a imunoglobulina contra a raiva imediatamente. Os animais que desenvolvem sintomas de raiva são sacrificados (eutanásia) e o seu cérebro é analisado para identificar a presença de vírus da raiva. Se o animal ainda estiver saudável depois de 10 dias, ele não tem raiva no momento da mordida é não precisa tomar a vacina.

Se não for possível comprovar o estado do animal -- por exemplo, porque este fugiu--, as autoridades de saúde pública devem ser consultadas para determinar a probabilidade de raiva naquela área e se é conveniente administrar a vacina. Se não houver autoridades de saúde pública locais e se, possivelmente, tratar-se de raiva, a vacina é administrada imediatamente. Muito raramente, nos Estados Unidos, se um animal tiver ou aparentar ter raiva, a vacina e a imunoglobulina são administradas imediatamente.

Nos casos de pessoas que foram mordidas por cangambá, guaxinim, raposa, qualquer outro carnívoro ou morcego: Considera-se que esses animais tenham raiva, a menos que possam ser examinados e os resultados sejam negativos. Geralmente, a vacina e a imunoglobulina são administradas imediatamente. Não se recomenda aguardar para observar os animais selvagens por 10 dias. Quando possível, esses animais são colocados para dormir (sacrificados) e o seu cérebro é examinado para detectar a presença do vírus da raiva assim que possível. A vacina é interrompida se o animal apresentar resultado negativo no teste para o vírus da raiva.

Como as pessoas podem não perceber uma mordida de morcego, elas são vacinadas, caso possa ter ocorrido uma mordida. Por exemplo, se alguém acorda e vê um morcego no quarto, a vacina é administrada.

Nos casos de pessoas que foram mordidas por gado, roedores pequenos e grandes (como marmotas e castores), coelhos ou lebres: Cada caso de mordida é avaliado individualmente e deve haver aconselhamento com os funcionários de saúde pública. As pessoas que tenham sido mordidas por hamsters, porquinhos-da-índia, chinchilas, ratazanas, ratos, outros roedores pequenos, coelhos e lebres quase nunca necessitam de vacinação contra a raiva.