Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Erros de medicamento

Por

Shalini S. Lynch

, PharmD, University of California San Francisco School of Pharmacy

Última revisão/alteração completa jul 2019| Última modificação do conteúdo jul 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Os erros de medicamento são erros cometidos por médicos, profissionais de saúde, farmacêuticos e pacientes quando os medicamentos são prescritos, dados, tomados ou armazenados. Os erros de medicamento podem deixar as pessoas doentes ou piorar as doenças. Nos Estados Unidos, estima-se que os erros de medicamento custem mais de 177 bilhões de dólares ao sistema de saúde (dependendo das definições) todo ano. (Consulte também Considerações gerais sobre medicamentos.)

Os erros de medicamento podem ser causados pelo seguinte:

  • As pessoas se confundem e tomam o medicamento incorretamente.

  • Os médicos escolhem o medicamento errado ou prescrevem uma dose incorreta.

  • Os farmacêuticos leem incorretamente a prescrição ou o recipiente do medicamento e fornecem o medicamento incorreto ou a dose incorreta.

  • Os prestadores de cuidados leem incorretamente os rótulos das embalagens do medicamento e dão o medicamento incorreto ou a dose incorreta.

  • Cuidadores oferecem o medicamento para a pessoa errada.

  • O farmacêutico ou o paciente armazenam o medicamento incorretamente, enfraquecendo, dessa forma, a potência do mesmo.

  • As pessoas usam medicamentos vencidos.

  • Pessoas tomam o medicamento com alimentos quando o medicamento é melhor absorvido em um estômago vazio ou tomam o medicamento sem alimentos quando o alimento é necessário para prevenir efeitos colaterais.

Os erros de medicamento mais comuns resultam do fato de as pessoas se confundirem sobre quando e como tomar os medicamentos, levando-as a tomar o medicamento incorreto ou a dose errada. As razões comuns que podem confundir as pessoas incluem: colocar mais de um tipo de medicamento em um único frasco, instruções apagadas no rótulo no frasco do medicamento, não compreender as instruções do frasco do medicamento, ter mais de um frasco de um mesmo medicamento ou ter tantos frascos de medicamentos ao ponto de não se ter mais certeza sobre quais medicamentos devem ser tomados (e quais já foram tomados).

Uso de organizadores de medicamentos

Organizadores de medicamentos podem ser úteis, particularmente quando as pessoas tomam vários medicamentos diferentes por dia. Esses organizadores têm compartimentos separados para cada dia da semana e até quatro horários diferentes por dia. As pessoas ou seus cuidadores colocam no compartimento apropriado uma quantidade de medicamentos suficiente para uma semana. Por exemplo, se um medicamento for prescrito para ser tomado uma vez ao dia pela manhã, eles colocariam uma dose no compartimento “manhã” de cada dia. No horário certo do dia, as pessoas tomam todos os medicamentos que estão no compartimento respectivo. Como todos os medicamentos de um compartimento específico são tomados no mesmo horário, não importa que medicamentos diferentes sejam misturados. Além de funcionar como um lembrete para as pessoas, esses organizadores permitem que os cuidadores verifiquem se as pessoas tomaram seus medicamentos.

Entender as prescrições

Quando as pessoas recebem a prescrição, precisam estar certas de que entenderam como e quando devem tomar o medicamento. Se elas não entenderam, devem pedir ao farmacêutico que explique como tomar seus medicamentos.

Prescrição de medicamentos

Algumas vezes, os médicos cometem erros ao receitar os medicamentos, principalmente entre certos grupos de pessoas. Idosos, gestantes e crianças estão especialmente em risco, pois geralmente essas pessoas exigem medicamentos diferentes, doses diferentes ou ambos. Outros erros envolvem as interações medicamentosas, nas quais um medicamento aumenta ou diminui os efeitos de outro medicamento.

As interações medicamentosas são mais propensas a ocorrerem em pessoas que tomam vários medicamentos. Para minimizar esse risco, os médicos precisam saber todos os medicamentos que seus pacientes estão tomando, incluindo aqueles prescritos por outros profissionais de saúde e medicamentos de venda livre. As pessoas devem manter uma lista de todos os medicamentos que estão tomando atualmente e de suas respectivas doses e levar tal lista a todas as consultas médicas ou visitas ao pronto-socorro. Se houver qualquer dúvida sobre quais medicamentos estão sendo usados, as pessoas são instruídas a levar todos os seus medicamentos para as consultas médicas para avaliação.

Dispensar e administrar medicamentos

Em instituições, os medicamentos podem ser administrados incorretamente. Um medicamento pode ser administrado à pessoa errada, no horário errado ou pela via errada. Por exemplo, um medicamento pode ser aplicado na veia (por via intravenosa) quando supostamente deveria ser administrado por via oral. Certos medicamentos devem ser aplicados na veia lentamente e alguns medicamentos não podem ser administrados simultaneamente. Atualmente, muitas instituições contam com um sistema farmacêutico computadorizado que dispensa cada dose dos medicamentos de uma pessoa etiquetada com um código de barras que é escaneado e associado à pulseira de identificação da pessoa. Tais sistemas podem ajudar a diminuir a incidência de erros de medicamentos.

Armazenar medicamentos adequadamente

Os farmacêuticos devem armazenar os medicamentos de maneira adequada. Por exemplo, muitos medicamentos devem ser mantidos longe do calor e outros devem ser refrigerados. Farmácias que enviam medicamentos por correio devem tomar cuidado para que estes não fiquem muito quentes durante o transporte. Se as pessoas armazenarem incorretamente os medicamentos em casa, é possível que sua potência diminua muito antes da data de validade estipulada.

As pessoas devem verificar o rótulo para ver se o medicamento precisa ser armazenado no refrigerador ou mantido em local fresco. Por outro lado, precauções desnecessárias podem fazer com que seja mais difícil que as pessoas tomem seus medicamentos como indicado e são uma perda de tempo. Por exemplo, a insulina não aberta deve ser refrigerada, mas um frasco aberto pode ser armazenado seguramente fora do refrigerador, por um período relativamente longo, se não for exposto ao sol ou calor excessivo. Além disso, se o medicamento não estiver ao alcance de crianças, eles poderão ser armazenados em sua embalagem à prova de crianças com uma tampa que não seja à prova de crianças.

Tomar medicamentos vencidos

As pessoas usam medicamentos vencidos por engano. Os medicamentos vencidos geralmente não têm eficácia, pois estes deterioram com o tempo. Contudo, alguns medicamentos, como a aspirina ou tetraciclina, formam substâncias tóxicas quando se deterioram e podem, na verdade, ser prejudiciais se usadas após o vencimento.

Mais informações

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Inaladores
Vídeo
Inaladores
Algumas pessoas sentem dificuldade para respirar devido a uma doença que cause constrição...
Considerações gerais sobre a absorção, metabolismo e excreção...
Vídeo
Considerações gerais sobre a absorção, metabolismo e excreção...

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS