Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Abrasões da córnea e corpos estranhos na córnea

(Corpo estranho ocular)

Por

Ann P. Murchison

, MD, MPH, Wills Eye Emergency Department, Wills Eye Hospital

Última revisão/alteração completa ago 2019| Última modificação do conteúdo ago 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
Recursos do assunto

Os corpos estranhos que entram na córnea causam abrasões, resultando em dor e vermelhidão e podem causar infecções, mesmo após serem removidos. A maior parte destas lesões é pouco grave.

As lesões mais frequentes que envolvem a superfície da cúpula transparente na superfície frontal do olho (córnea) são

  • Arranhões (abrasões)

  • Corpos (objetos) estranhos

Causas

As partículas são causas frequentes das abrasões da córnea. As partículas podem ser dispersas por meio de explosões, vento ou trabalho com ferramentas (por exemplo, moagem, martelagem ou perfuração). Lentes de contato são uma causa frequente de abrasões da córnea. Lentes mal ajustadas, lentes utilizadas quando os olhos estão secos, lentes que não foram devidamente limpas e que apresentam partículas, lentes utilizadas durante muito tempo, utilizadas de forma inapropriada durante o sono ou retiradas de forma incorreta ou à força podem provocar escoriações na superfície dos olhos. Outras fontes comuns de abrasões são

  • Galhos de árvore ou detritos

  • Unhas dos dedos da mão

  • Escovas de cabelo

  • Aplicadores de maquiagem

A maior parte das abrasões da córnea sara sem desenvolvimento de infecções (tais como conjuntivite e ulcerações da córnea), mas as abrasões relacionadas a lentes de contato ou contaminadas com terra ou matéria vegetal (por exemplo, uma lesão causada por um galho de árvore) têm mais probabilidade de ficar infectadas.

Sintomas

As abrasões da córnea e os corpos estranhos geralmente causam dor, lacrimejamento e uma sensação de que algo se encontra no olho. Podem também causar vermelhidão (devido a vasos sanguíneos dilatados na superfície do olho) ou, por vezes, inchaço do olho e da pálpebra. A visão pode ficar turva. A luz pode provocar um espasmo doloroso do músculo que contrai a pupila.

As lesões que penetram o olho (corpos estranhos intraoculares) podem causar sintomas semelhantes. Se um objeto estranho penetra o interior do olho, pode dar-se um vazamento de líquido.

Diagnóstico

  • Avaliação de um médico

Diagnóstico e tratamento rápidos das abrasões da córnea e corpos estranhos podem ajudar a prevenir as infecções. O diagnóstico baseia-se nos sintomas que o paciente apresenta, nas circunstâncias em que a lesão ocorreu e no exame.

Prognóstico

Felizmente, as células superficiais do olho regeneram-se rapidamente. Mesmo as grandes abrasões tendem a sarar ao fim de um a três dias. Não se deve usar uma lente de contato durante cinco dias após a abrasão sarar. Um exame de acompanhamento por um oftalmologista um ou dois dias depois da lesão é prudente, mas a duração do período pode variar de acordo com o tamanho e a gravidade da lesão.

Tratamento

  • Remoção de corpos estranhos

  • Antibióticos

  • Alívio da dor

Corpos estranhos na córnea

O médico geralmente insensibiliza a superfície do olho com uma gota anestésica (como proparacaína). O médico também pinga um colírio que contém um corante (fluoresceína) que brilha com iluminação especial, tornando os objetos superficiais mais visíveis e revelando abrasões. Usando uma lâmpada de fenda ou outro instrumento ampliador, o médico remove quaisquer objetos estranhos restantes. Muitas das vezes, o corpo estranho pode ser removido com um cotonete de algodão esterilizado úmido ou extraído com água esterilizada (irrigação). Se a pessoa for capaz de fixar o olhar sem mover o olho, os corpos estranhos que não podem ser extraídos com facilidade com um cotonete podem ser retirados, muitas vezes, com uma agulha subcutânea esterilizada ou um instrumento especial de forma indolor.

Quando o corpo estranho é de ferro ou aço e foi extraído, pode deixar um anel de óxido, que deve ser retirado com uma agulha subcutânea esterilizada ou uma fresa esterilizada rotativa de baixa velocidade (uma pequena ferramenta cirúrgica que apresenta superfície diminuta que roda, aperta e perfura).

Por vezes, um corpo estranho fica preso por baixo da pálpebra superior. A pálpebra deve ser virada ou contrário (um procedimento indolor) para remover o corpo estranho. Os médicos podem também passar um cotonete de algodão esterilizado sobre o interior da pálpebra para remover quaisquer partículas diminutas que possam não ser visíveis.

Abrasões da córnea

As abrasões da córnea são tratadas de forma semelhante, tenha sido removido um corpo estranho ou não. Geralmente, é administrada uma pomada antibiótica (por exemplo, bacitracina com polimixina B) durante alguns dias para prevenir infecções. As grandes abrasões podem precisar de tratamento adicional. A pupila é dilatada com colírio cicloplégico (como ciclopentolato ou homatropina), caso a pessoa seja sensível à luz. Este colírio impede espasmos dolorosos dos músculos que contraem a pupila.

A dor pode ser tratada com medicamentos orais, tais como paracetamol ou, por vezes, paracetamol com oxicodona. Alguns médicos administram diclofenaco ou colírio cetorolaco para ajudar a aliviar a dor, mas devem ser tomadas precauções, pois estes medicamentos podem causar complicações tal como um tipo de cicatrização da córnea (chamado “derretimento da córnea”), apesar de ser raro. Apesar de aliviarem a dor de forma eficaz, os anestésicos aplicados diretamente no olho não devem ser utilizados após a avaliação e o tratamento, pois podem comprometer a cicatrização.

Os tampões oculares podem aumentar o risco de infecção e geralmente não são utilizados, especialmente para abrasões que resultam de uma lente de contato ou um objeto que possa estar contaminado com terra ou matéria vegetal.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Terapia de células-tronco alogênicas
Vídeo
Terapia de células-tronco alogênicas
Células-tronco são células ímpares localizadas na medula óssea ou no sangue periférico capazes...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Tórax
Modelo 3D
Tórax

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS