Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Fraturas dos dedos

Por

Danielle Campagne

, MD, University of California, San Francisco

Última revisão/alteração completa abr 2021| Última modificação do conteúdo abr 2021
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
Recursos do assunto

Fraturas comuns dos dedos incluem fraturas por arrancamento e por esmagamento das pontas dos dedos.

  • Quando a ponta de um dedo é esmagada, ela fica sensível e inchada, e a unha pode ficar roxa e elevada.

  • Às vezes, a região fica mais sensível e permanece assim bastante tempo depois que a fratura cicatrizou.

  • Os médicos fazem radiografias de diversos ângulos para diagnosticar uma fratura na ponta do dedo.

  • Uma ponta do dedo fraturada é tratada com uma cobertura protetora ou tala para dedos e, se necessário, drenagem do sangue sob a unha e cirurgia para realinhar os fragmentos ósseos.

Fraturas por arrancamento ocorrem quando um tendão ou ligamento arranca um pequeno fragmento de osso.

Fratura por arrancamento do dedo

Nas fraturas por arrancamento, um tendão ou ligamento arranca um pequeno fragmento de osso.

Fratura por arrancamento do dedo

As fraturas da ponta do dedo (também chamadas fraturas da falange distal) resultam geralmente de uma lesão por esmagamento, tal como uma pancada de martelo.

Sintomas de fraturas dos dedos

Uma ponta do dedo fraturada fica inchada e sensível. Geralmente, o sangue se acumula sob a unha (chamado hematoma subungueal). A unha fica preto-azulada e pode ficar saltada. O leito ungueal, localizado sob a unha, pode ficar lacerado. Esta lesão é muito dolorosa. Se a unha estiver muito machucada, ela frequentemente fica disforme.

Depois de uma fratura grave do dedo, a sensibilidade na área às vezes aumenta (chamado hiperestesia) e permanece aumentada por muito tempo após a fratura estar consolidada. A área pode permanecer muito sensível.

Diagnóstico de fraturas dos dedos

  • Radiografias

Se as pessoas acharem que podem ter fraturado um dedo, elas devem consultar um médico.

Tratamento de fraturas dos dedos

  • Uma cobertura de proteção

  • Para um hematoma subungueal grande, possivelmente drenagem do sangue debaixo da unha

  • Para fraturas graves, cirurgia

Para a maioria das fraturas das pontas dos dedos, os médicos envolvem a ponta do dedo com uma cobertura de proteção (como tala de alumínio e espuma). As pessoas usam esta cobertura por cerca de duas semanas.

Para hematomas subungueais grandes, os médicos podem fazer um pequeno orifício na unha com agulha ou fio aquecido (dispositivo de eletrocauterização) e drenar o sangue (chamado trefinação). Esse procedimento não pode ser feito se houver esmalte na unha. Geralmente, o procedimento leva apenas alguns segundos, e não são necessários medicamentos para prevenir a dor.

Para fraturas graves dos dedos, faz-se cirurgia para realinhar os diversos fragmentos separados de osso fraturado.

Se a unha estiver gravemente lesionada, ela é geralmente extraída. Depois disso, as lacerações do leito ungueal podem ser reparadas. O dedo é envolto em um curativo para proteger o leito ungueal. Entretanto, para a maioria das fraturas de unha, a extração da unha não é necessária.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
quiz link

Test your knowledge

Take a Quiz! 
ANDROID iOS
ANDROID iOS
ANDROID iOS
PRINCIPAIS