Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Considerações gerais sobre agentes de guerra química

Por

James M. Madsen

, MD, MPH, U.S. Army Medical Research Institute of Chemical Defense (USAMRICD)

Última revisão/alteração completa mai 2019| Última modificação do conteúdo mai 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

As armas químicas são desenvolvidas por governos para uso em tempo de guerra e incluem

  • Agentes tóxicos (visam causar lesões sérias ou morte)

  • Agentes incapacitantes (visam causar somente efeitos temporários e que não representam risco de morte)

  • Agentes incendiários (visam produzir luz e chamas)

Os produtos químicos industriais tóxicos, conforme produzidos para a indústria, também conseguem causar mortes em massa. Alguns produtos químicos (como cloro, fosgênio e compostos de cianeto) têm usos de guerra química e industrial.

Os agentes tóxicos estão divididos em quatro classes principais:

Os agentes incapacitantes estão divididos em

Opioides, principalmente derivados potentes da fentanila, como aqueles supostamente usados pela Rússia contra os terroristas chechenos em 2002, podem ser considerados incapacitantes. Embora seu uso não seja tipicamente destinado a causar lesões sérias ou morte, eles podem facilmente causar a morte por parada respiratória quando usados como armas de aniquilação. Em situações de aniquilação, mais provavelmente será utilizada uma forma aerossolizada de opioides. Doses de naloxona (a droga de resgate para opioides) maiores que o habitual podem ser necessárias para reverter os efeitos dos derivados da fentanila.

Em altas doses, os agentes incapacitantes podem causar lesões sérias ou morte.

Os agentes incendiários, concebidos para criar luz e chamas, também podem causar queimaduras em grandes números de baixas.

Além de seus nomes químicos e comuns, a maioria dos agentes de guerra química também recebe um código, de uma a três letras, da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN). Por exemplo, cloroacetofenona é uma forma de gás lacrimogêneo que é comercializado como Mace® e tem o código CN.

As opiniões expressas neste artigo são as do autor e não refletem a política oficial do Departamento do Exército, Departamento da Defesa ou do Governo Americano.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Articulação do ombro
Vídeo
Articulação do ombro
O ombro é formado por ossos, ligamentos, tendões e músculos que fixam o braço ao dorso. Os...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Ruptura do tendão patelar
Modelo 3D
Ruptura do tendão patelar

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS