Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Cistoisosporíase

Por

Richard D. Pearson

, MD, University of Virginia School of Medicine

Última revisão/alteração completa mai 2020| Última modificação do conteúdo mai 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A cistoisosporíase é uma infecção pelo parasita Cystoisospora (Isospora) belli. Os principais sintomas são diarreia aquosa acompanhada de cólicas abdominais e náusea.

A cistoisosporíase é mais comum em climas tropicais e subtropicais. Quando encontrada nos Estados Unidos, é geralmente em imigrantes ou viajantes com exposição em áreas endêmicas.

Sintomas de cistoisosporíase

O principal sintoma de cistoisosporíase é diarreia aquosa súbita, não sanguinolenta. Outros sintomas incluem febre, cólicas abdominais, náusea, fadiga e perda de peso. Os sintomas em pessoas com o sistema imunológico normal geralmente duram semanas, depois cedem.

Em pessoas com o sistema imunológico enfraquecido, incluindo pessoas com AIDS Sintomas mais graves A infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) é uma infecção viral que destrói progressivamente certos glóbulos brancos do sangue e pode provocar a síndrome da imunodeficiência adquirida... leia mais Sintomas mais graves , a cistoisosporíase pode causar diarreia grave que pode persistir por um longo período.

Diagnóstico de cistoisosporíase

  • Exames de fezes

Para diagnosticar cistoisosporíase, uma amostra de fezes é examinada ao microscópio para a detecção de ovos de Cystoisospora. Podem ser utilizadas técnicas especializadas para aumentar as chances de identificar os ovos.

Quando a análise das fezes não identificar uma causa para a diarreia persistente, os médicos podem usar um tubo de visualização flexível (endoscópio Endoscopia leia mais ) para examinar a parte superior do trato digestivo. Os médicos podem utilizar esse procedimento para obter uma amostra de tecido para ser examinado e analisado (biópsia). O Cystoisospora, se presente, pode ser visto em uma amostra de biópsia do intestino.

Prevenção de cistoisosporíase

Ao viajar para áreas tropicais e subtropicais em que a infecção é comum, as pessoas devem evitar comer alimentos não cozidos, incluindo saladas, legumes e verduras, e devem evitar consumir água e gelo potencialmente contaminados. É importante lavar as mãos com água e sabonete. Beber água fervida é seguro. Filtrar a água através de um filtro de 0,1 ou 0,4 mícron pode remover cistos de Cystoisospora e outros parasitas, bem como bactérias que causam doenças.

Tratamento de cistoisosporíase

  • Trimetoprima/sulfametoxazol (TMP/SMX)

As pessoas infectadas que apresentam sintomas podem ser tratadas com trimetoprima/sulfametoxazol (TMP/SMX) tomada por via oral.

Para cistoisosporíase, as pessoas que são alérgicas (ou intolerantes) a TMP/SMX podem ser tratadas com pirimetamina. Leucovorin é administrado concomitantemente para prevenir anemia e baixa contagem de glóbulos brancos, que são efeitos colaterais da pirimetamina.

O ciprofloxacino tem sido usado para tratar cistoisosporíase, mas é menos eficaz do que TMP/SMX.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
OUTROS TÓPICOS NESTE CAPÍTULO
Infecções parasitárias: Protozoários intestinais e microsporídios
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Teste os seus conhecimentos
Difteria
Difteria é uma infecção contagiosa, às vezes fatal, do trato respiratório superior causada pela bactéria Corynebacterium diphtheriae. Qual dos seguintes métodos é o usual para a propagação da difteria?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS