Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Triquinose

(Triquinelose; Triquiníase)

Por

Richard D. Pearson

, MD, University of Virginia School of Medicine

Última revisão/alteração completa set 2020| Última modificação do conteúdo set 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A triquinose é uma infecção causada pelo nematódeo Trichinella spiralis ou por outra espécie de Trichinella. Os sintomas incluem diarreia, cólicas abdominais, dor muscular e febre.

  • As pessoas adquirem a infecção ao comer carne contaminada crua ou mal cozida.

  • Primeiramente, as pessoas têm enjoo, diarreia, cólicas abdominais, seguidas mais tarde por dor muscular, fraqueza, febre, dor de cabeça e, por vezes, inflamação de outros órgãos.

  • Várias semanas após a infecção inicial, um exame de sangue para detectar anticorpos contra a Trichinella pode confirmar o diagnóstico.

  • Cozinhar muito bem as carnes pode matar as larvas de Trichinella, e congelar a carne de porco (mas não a carne de animais silvestres) geralmente mata as larvas.

  • Medicamentos antiparasitários, tais como albendazol, podem eliminar os vermes do intestino, mas não as larvas nos músculos, e analgésicos são necessários para aliviar a dor muscular.

As larvas de Trichinella vivem no tecido muscular de animais, geralmente porcos, javalis, raposas, ursos, morsas e muitos carnívoros. Às vezes, o tecido muscular de cavalos que recebem suplementos de carne contém essas larvas.

As pessoas desenvolvem triquinose se ingerirem carne crua, mal cozida ou subprocessada de um animal que transporte o parasita. Na maioria das pessoas, as infecções provêm de comer porco, especialmente nas regiões onde os porcos são alimentados com restos de carne crua e lixo, ou de comer carne de javali, urso ou morsa.

Estima-se que 10 mil casos de triquinose ocorram todos os anos no mundo todo. Menos de 20 casos são relatados todos os anos nos Estados Unidos.

Quando uma pessoa come carne que contém cistos vivos de Triquinela, a parede do cisto é digerida, liberando larvas que rapidamente amadurecem até a vida adulta e acasalam no intestino. Após o acasalamento de vermes machos, eles morrem e, assim, não desempenham papel adicional na infecção. As fêmeas penetram na parede intestinal e, depois de vários dias, começam a produzir larvas.

A produção das larvas continua durante 4 a 6 semanas. Em seguida, o verme fêmea morre e é excretado do corpo. As larvas são transportadas por todo o organismo através dos vasos linfáticos e da corrente sanguínea. As larvas penetram nos músculos e causam inflamação. Em 1 a 2 meses, eles formam cistos que podem viver durante anos no corpo. Finalmente, as larvas mortas são absorvidas ou ficam endurecidas (calcificadas).

Certos músculos que ficam infectados com mais frequência são os da língua, os da área ao redor dos olhos e os que estão entre as costelas. As larvas raramente formam cistos no músculo cardíaco, mas em cerca de um quarto das pessoas com triquinose, um eletrocardiograma (ECG Eletrocardiograma O eletrocardiograma (ECG) é um procedimento rápido, simples e indolor no qual os impulsos elétricos do coração são amplificados e registrados. Esse registro, o eletrocardiograma (também conhecido... leia mais Eletrocardiograma ) mostra evidência de inflamação no coração.

Sintomas de triquinose

Os sintomas de triquinose variam dependendo do estágio de infecção, do número de larvas invasoras, dos tecidos invadidos e do estado físico geral da pessoa. Muitas pessoas não apresentam sintomas.

Os sintomas ocorrem em dois estágios.

  • Estágio 1: Infecção intestinal se desenvolve 1 a 2 dias após comer carne contaminada. Os sintomas incluem enjoos, diarreia, cólicas abdominais e ligeira febre.

  • Estágio 2: Os sintomas da invasão de larvas dos músculos não começam até 7 ou 15 dias depois. Os sintomas incluem dor e sensibilidade muscular, fraqueza, febre, dor de cabeça e inchaço da face, principalmente ao redor dos olhos. A dor é muitas vezes mais pronunciada nos músculos usados para respirar, falar, mastigar e engolir. Pode surgir uma erupção cutânea que não coça. Em algumas pessoas, a parte branca dos olhos fica vermelha e seus olhos doem e se tornam sensíveis à luz intensa.

Se muitas larvas estiverem presentes, o coração, o cérebro e os pulmões podem ficar inflamados. Insuficiência cardíaca, arritmias cardíacas, convulsões e problemas graves de respiração podem acontecer. A morte pode ocorrer, mas é rara.

Sem tratamento, a maioria dos sintomas de triquinose desaparece ao terceiro mês de infecção, embora dores musculares vagas e cansaço possam persistir por mais tempo.

Diagnóstico de triquinose

  • Exames de sangue para detectar anticorpos ao parasita

A triquinose não pode ser diagnosticada pelo exame das fezes ao microscópio. Os exames de sangue para detectar anticorpos contra Trichinella spiralis são bastante confiáveis, mas não são positivas até três a cinco semanas depois do início dos sintomas. Se os resultados forem negativos, um médico geralmente baseia um diagnóstico inicial de triquinose, nos sintomas e na presença de elevados valores de eosinófilos (um tipo de glóbulo branco do sangue) em uma amostra de sangue. O teste de anticorpos é repetido em intervalos semanais por várias semanas para confirmar o diagnóstico.

Uma biópsia de tecido muscular (da qual se recolhe uma amostra de tecido para ser examinada ao microscópio), realizada depois da segunda semana de infecção, pode revelar larvas ou cistos, mas é raramente necessária.

Prevenção de triquinose

A triquinose previne-se cozinhando por completo as carnes, especialmente do porco e seus derivados, a uma temperatura superior a 71 °C, até que fiquem bem passadas. Por outro lado, larvas com menos de 15 centímetros de espessura em porcos domésticos podem ser mortas congelando-se a carne de porco a -5 °C por vinte dias. O congelamento não é recomendado para carne de animais silvestres, pois elas podem estar infectadas com espécies de Trichinella que não são mortas em baixas temperaturas.

Defumar, salgar ou cozinhar em micro-ondas não destrói as larvas de forma confiável.

As máquinas de moer carne e outros objetos usados para o preparo da carne crua devem ser submetidos a uma limpeza minuciosa. Também é importante lavar as mãos com água e sabonete.

Além disso, os porcos não devem ser alimentados com carne não cozida.

Tratamento de triquinose

  • Albendazol ou mebendazol (medicamentos antiparasitários que eliminam vermes adultos)

  • Para dores musculares, analgésicos

  • Para infecções graves, corticosteroides

Albendazol ou mebendazol, tomado por via oral, elimina os vermes adultos do intestino, mas possui pouco efeito nos cistos do músculo.

Analgésicos, (como medicamentos anti-inflamatórios não esteroides, ou AINEs), ajudam a aliviar a dor muscular.

Corticosteroides (como a prednisona) podem ser prescritos para reduzir a inflamação em infecção grave.

A maioria das pessoas com triquinose recupera-se por completo.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Teste os seus conhecimentos

Difteria
Difteria é uma infecção contagiosa, às vezes fatal, do trato respiratório superior causada pela bactéria Corynebacterium diphtheriae. Qual dos seguintes métodos é o usual para a propagação da difteria?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS