Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Dracunculíase

(doença do verme-da-guiné)

Por

Richard D. Pearson

, MD, University of Virginia School of Medicine

Última revisão/alteração completa set 2020| Última modificação do conteúdo set 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A dracunculíase é uma infecção causada pelo verme nematódeo Dracunculus medinensis, também conhecido como verme-da-guiné. Ele causa uma ulceração inflamada e dolorosa da pele e artrite incapacitante.

  • As pessoas são infectadas por beber água contendo minúsculos crustáceos infectados com o verme nematódeo.

  • Após o cruzamento, as fêmeas dos vermes se deslocam até a pele e formam uma bolha, geralmente na região inferior das pernas ou nos pés, com inchaço, vermelhidão e ardência na área ao redor dela, e as articulações próximas à bolha podem ficar danificadas.

  • Os médicos diagnosticam a infecção ao ver o verme sair através da bolha.

  • Beber somente água que foi filtrada, fervida ou tratada com cloro ajuda a evitar a infecção.

  • O verme é removido ao rolar o mesmo lentamente em um pauzinho ou por meio cirúrgico.

Em meados da década de 80, 3,5 milhões de pessoas tinham dracunculíase. A doença disseminou-se amplamente em muitas partes da África tropical, Iêmen, Índia e Paquistão. Mas em 2018, graças aos esforços internacionais para erradicar a dracunculíase, apenas 28 casos foram notificados. A transmissão permanece limitada a um cinturão estreito de apenas alguns países africanos – Chade, Mali e Etiópia e, possivelmente, Sudão e Sudão do Sul. O verme-da-guiné está próximo de ser eliminado.

Transmissão de dracunculíase

As pessoas são infectadas ao beber água contendo minúsculos crustáceos infectados. Os vermes imaturos (larvas) de Dracunculus vivem dentro dos crustáceos. Depois que os crustáceos são ingeridos, eles morrem e liberam as larvas que penetram na parede do intestino e entram na cavidade abdominal. Dentro do abdômen, as larvas amadurecem em vermes adultos em cerca de um ano, e os vermes adultos se acasalam. Após o acasalamento, os vermes fêmeas saem do abdome e percorrem os tecidos sob a pele, geralmente até a parte inferior das pernas ou os pés. Ali, formam uma bolha. A bolha causa desconforto com ardor intenso e acaba por romper-se. Quando as pessoas tentam aliviar o ardor enfiando a perna na água, o verme fêmea fecundado libera as larvas na água. Uma vez na água, as larvas encontram e infectam outro crustáceo. Se os vermes fecundados não alcançarem a pele, eles morrem e se desintegram ou endurecem (calcificam) sob a pele.

Sintomas de dracunculíase

Os sintomas de dracunculíase começam quando o verme começa a sair através da pele. Forma-se uma bolha sobre o local do verme. A área ao redor da bolha coça, queima e fica inflamada, inchada, vermelha e dolorida. Os materiais liberados pelo verme podem causar uma reação alérgica que pode resultar em dificuldade para respirar, vômito, erupção cutânea pruriginosa e dor incapacitante. Logo a bolha se abre e o verme pode ser visto. Depois o verme deixa o corpo e os sintomas cedem.

Geralmente, a bolha sara depois que o verme adulto sai do corpo. Todavia, em cerca de 50% das pessoas, surgem infecções bacterianas ao redor da abertura para o verme.

Algumas articulações e tendões próximos à bolha sofrem danos, causando dor nas articulações e outros sintomas de artrite.

Diagnóstico de dracunculíase

  • Surgimento de um verme na bolha

O diagnóstico de dracunculíase é óbvio quando o verme adulto aparece na bolha.

Podem ser obtidas radiografias para localizar vermes calcificados.

Prevenção de dracunculíase

As medidas a seguir podem ajudar a prevenir a dracunculíase:

  • Filtrar a água potável através de um pedaço de pano de fazer queijo com trama fina

  • Ferver a água

  • Beber somente água clorada

As pessoas infectadas são instruídas a não entrar em fontes de água potável, como poços ou reservatórios abertos, para que essas fontes não se tornem contaminadas.

Tratamento da dracunculíase

  • Retirada do verme adulto

Geralmente, o verme adulto (que pode ter até 120 centímetros de comprimento) é lentamente removido ao longo de dias a semanas, rolando-o em um bastão. Quando a cabeça começa a aparecer, a pessoa a agarra e rola a extremidade do verme ao redor de um pequeno bastão. Aos poucos, à medida que o verme se solta, o bastão é virado, enrolando mais do verme ao seu redor. Finalmente, o verme é extraído e eliminado. Quando houver técnicos de saúde disponíveis, eles podem retirar o verme por uma pequena incisão feita depois de aplicar um anestésico local.

Nenhum medicamento consegue matar os vermes. Mas se surgir uma infecção bacteriana ao redor da abertura do verme, as pessoas podem precisar de antibióticos.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Teste os seus conhecimentos
Amebíase
Quando os sintomas da amebíase se apresentam, eles podem incluir cada um dos seguintes, EXCETO:
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS