Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Esporotricose

Por

Sanjay G. Revankar

, MD, Wayne State University School of Medicine

Última revisão/alteração completa set 2019| Última modificação do conteúdo set 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A esporotricose é uma infecção causada pelo fungo Sporothrix schenckii.

  • A infecção surge quando o fungo penetra no corpo através de pequenos cortes e arranhões na pele.

  • Geralmente, a pele e os linfonodos próximos são infectados, resultando em caroços na pele e aumento dos linfonodos.

  • Raramente, os pulmões, as articulações ou outras partes do corpo são afetados.

  • O diagnóstico requer a cultura e identificação do fungo em uma amostra de tecido infectado.

  • O itraconazol é usado para tratar a maioria das infecções, mas a anfotericina B é necessária para as infecções por todo o corpo.

O fungo Sporothrix cresce geralmente em roseiras, bérberis, esfagno e outras coberturas orgânicas do solo. Ao contrário de muitas outras infecções fúngicas, o fungo Sporothrix entra no corpo através de pequenos cortes e arranhões na pele. Agricultores, jardineiros, horticultores e trabalhadores de madeira são infectados com maior frequência.

A esporotricose afeta principalmente a pele e os vasos linfáticos próximos.

Muito raramente, ocorre uma infecção pulmonar após a inalação dos esporos.

Também muito raramente, há infecção dos ossos, das articulações e da medula espinhal, geralmente em pessoas com o sistema imunológico debilitado, como as que têm AIDS.

Sintomas

Na esporotricose, uma infecção da pele começa normalmente em um dedo ou na mão como um caroço (nódulo) pequeno e indolor. O caroço aumenta lentamente e forma uma ulceração aberta.

Durante os dias ou semanas seguintes, a infecção propaga-se através dos vasos linfáticos do dedo, da mão e do braço e chega aos linfonodos, formando mais nódulos e ulcerações abertas ao longo do caminho. O pus dos linfonodos pode irromper pela pele causando uma abertura pela qual o material infectado escorre. Até mesmo neste estágio, há pouca ou nenhuma dor. Geralmente, algumas pessoas não apresentam outros sintomas. Essa infecção é raramente fatal.

Outros sintomas são raros. Uma infecção nos pulmões pode causar pneumonia, com dor no peito leve e tosse. A infecção pulmonar ocorre habitualmente nas pessoas que apresentam outra doença pulmonar, como enfisema.

A infecção nas articulações produz inchaço e provoca dor aos movimentos.

Muito raramente, a esporotricose se dissemina por todo o corpo. Essas infecções trazem risco à vida e são mais comuns entre pessoas com o sistema imunológico debilitado.

Diagnóstico

  • Avaliação de um médico

  • Cultura de amostras de tecido infectado

Os nódulos e ulcerações característicos podem levar o médico a suspeitar de esporotricose, especialmente quando as pessoas podem ter sido expostas ao fungo (por exemplo, jardineiros, paisagistas e guardas florestais).

O diagnóstico confirma-se cultivando e identificando o Sporothrix nas amostras de tecido infectado.

Tratamento

  • Medicamentos antifúngicos

As infecções cutâneas são tratadas com itraconazol por via oral.

Se a infecção for grave, administra-se anfotericina B por via intravenosa seguida por itraconazol.

Depois que infecção for controlada, as pessoas com AIDS ou outra doença que enfraqueça o sistema imunológico podem precisar tomar itraconazol por via oral até que seu sistema imunológico tenha se recuperado, possivelmente pelo resto da vida. O itraconazol ajuda a prevenir a reincidência da esporotricose enquanto o sistema imunológico estiver debilitado.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS