honeypot link

Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Fatos rápidos

Tetralogia de Fallot

Por

The Manual's Editorial Staff

Última revisão/alteração completa jun 2020| Última modificação do conteúdo jun 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha os detalhes completos
Recursos do assunto

O coração tem quatro câmaras. Os átrios são as duas câmaras superiores do coração: o átrio direito e o átrio esquerdo. Os ventrículos são as duas câmaras inferiores do coração: o ventrículo direito e o ventrículo esquerdo. As câmaras cardíacas trabalham juntas para bombear o sangue pelo corpo.

  • As duas câmaras à direita bombeiam o sangue que retorna do corpo para os pulmões

  • As duas câmaras à esquerda bombeiam o sangue que retorna dos pulmões para o corpo

O sangue passa para os pulmões para receber oxigênio e eliminar dióxido de carbono.

A aorta é a principal artéria a transportar sangue com oxigênio do lado esquerdo do coração para o resto do corpo.

O que é tetralogia de Fallot?

Uma tetralogia (tetra significa quatro) é um grupo de quatro coisas relacionadas. Tetralogia de Fallot é uma série de quatro problemas cardíacos específicos que ocorrem juntos. O nome de um dos médicos que identificaram os 4 problemas cardíacos juntos era Fallot.

Bebês com tetralogia de Fallot nascem com esses quatro defeitos cardíacos:

  • O trajeto seguido pelo sangue saindo do lado direito do coração para os pulmões é anormalmente estreito

  • Existe um orifício na parede entre as câmaras inferiores do coração (defeito do septo ventricular)

  • A aorta está fora do lugar

  • O lado de uma das câmaras cardíacas é mais espesso do que o normal

Uma aorta deslocada recebe sangue dos ventrículos direito e esquerdo, em vez de receber apenas do ventrículo esquerdo, permitindo o fluxo de sangue não transportando oxigênio para o corpo. O corpo precisa de oxigênio no sangue, de modo que ele não recebe oxigênio suficiente se a aorta estiver deslocada.

Tetralogy of Fallot: Four Defects

Tetralogy of Fallot: Four Defects

O que causa a tetralogia de Fallot?

Os bebês nascem com tetralogia de Fallot. Os médicos não sabem ao certo o que causa.

Quais são os sintomas da tetralogia de Fallot?

O principal sintoma da tetralogia de Fallot é:

  • Pele azulada (cianose) porque o bebê não tem oxigênio suficiente no sangue

Algumas crianças têm crises potencialmente fatais nas quais seu nível de oxigênio fica, subitamente, muito baixo. Estas crises são chamadas de episódios hipóxicos ou hipercianóticos e podem ser desencadeadas pelo choro, ao defecar, brincar ou coisas que fazem o coração acelerar. Eles são mais comuns em torno de dois a quatro meses de idade, mas podem acontecer em crianças com menos de dois anos.

Os sintomas dessas crises incluem:

  • Falta de ar grave

  • Fraqueza

  • Perda de consciência

Às vezes, as crianças morrem durante uma crise.

Como os médicos sabem se meu filho(a) tem tetralogia de Fallot?

Os médicos suspeitam de tetralogia de Fallot se ouvirem um certo tipo de sopro cardíaco (um som incomum feito por fluxo sanguíneo anormal). Os médicos confirmam o diagnóstico por:

  • Ecocardiografia (ultrassom do coração)

  • Às vezes, TC ou RM

  • ECG (um exame indolor que mede as correntes elétricas do coração e as registra em um papel)

  • Radiografias do tórax

De que maneira os médicos tratam a tetralogia de Fallot?

O médico fará:

  • Uma cirurgia para reparar os defeitos cardíacos, geralmente entre dois e seis meses de idade

  • Às vezes, eles administram um determinado medicamento (prostaglandina) para ajudar o fluxo de sangue

Em alguns bebês, os médicos precisam fazer vários procedimentos para reparar o coração.

Se seu bebê tiver crises, os médicos irão:

  • Pedir que você encoste os joelhos do bebê no peito dele para ajudar o fluxo de sangue (crianças mais velhas podem ficar de cócoras, o que também ajuda)

  • Pedir que você tente acalmar o bebê

  • Administrar oxigênio

  • Administrar medicamentos e líquidos na veia (IV)

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS