Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Fatos rápidos

Morte por parada cardíaca súbita em atletas

Por

The Manual's Editorial Staff

Última revisão/alteração completa abr 2022| Última modificação do conteúdo abr 2022
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha os detalhes completos
Recursos do assunto

A morte por parada cardíaca súbita em atletas ocorre quando uma pessoa morre repentinamente devido a um problema cardíaco causado por exercícios.

  • A morte por parada cardíaca súbita em atletas é rara (cerca de uma ocorrência a cada 200.000 atletas)

  • Ela pode ocorrer em pessoas mais velhas que sabem que têm problemas cardíacos

  • Ela também pode ocorrer em pessoas jovens e que parecem saudáveis, mas que têm um problema cardíaco que desconhecem

  • Fale com seu médico antes de iniciar um novo esporte ou uma rotina de exercícios

O que causa a morte por parada cardíaca súbita em atletas?

Pessoas mais jovens podem apresentar problemas cardíacos raros que são congênitos (ou seja, de nascença). Elas geralmente desconhecem que têm um problema cardíaco.

O problema cardíaco mais comum em jovens é:

Outros problemas cardíacos em pessoas mais jovens incluem:

Em qualquer idade, é mais provável a pessoa sofrer morte por parada cardíaca súbita durante a prática de exercícios se ela fizer uso de drogas ilícitas que estimulam o coração. Essas drogas incluem cocaína e anfetaminas.

Quais são os sintomas de morte por parada cardíaca súbita?

Os atletas jovens são, em sua maioria, saudáveis e desconhecem que têm um problema cardíaco. Alguns atletas apresentam sinais de alerta como desmaio ou falta de ar. Os atletas podem não perceber que esses são sintomas de um problema sério e podem ocultar o fato dos outros.

No entanto, o primeiro sinal costuma ser um colapso súbito. O coração não está batendo e a pessoa não está respirando. As pessoas geralmente morrem, a menos que se administre RCP RCP padrão A parada cardíaca ocorre quando o coração deixa de bombear sangue e oxigênio para o cérebro e para outros órgãos e tecidos. Às vezes, uma pessoa pode ser reanimada após a parada cardíaca, especialmente... leia mais RCP padrão (ressuscitação cardiopulmonar).

Como os médicos podem saber se a pessoa corre o risco de morte por parada cardíaca súbita?

Consulte seu médico antes de iniciar um esporte ou um programa de exercícios. O médico fará perguntas sobre seu histórico de saúde e realizará um exame físico para detectar problemas que possam tornar a prática de exercícios perigosa para você.

Atletas do ensino médio devem realizar um exame em anos alternados. Os adultos devem fazê-lo a cada quatro anos. Se os médicos souberem que a pessoa tem certos problemas clínicos, eles normalmente a examinarão com mais frequência.

Os médicos farão perguntas sobre os seguintes fatores de risco:

  • Presença de sintomas como dor ou desconforto no peito, batimento cardíaco acelerado ou batimento que parece desigual, desmaio ou quase desmaio, fadiga e dificuldade para respirar, sobretudo quando esses sintomas ocorrerem durante exercícios extenuantes

  • Ter familiares que desmaiaram ou morreram durante exercícios ou que morreram subitamente antes dos 50 anos, aproximadamente

  • Usar drogas

Dependendo da idade, do histórico de saúde, dos sintomas e do esporte específico que a pessoa pratica, os médicos poderão fazer testes como:

Em alguns países fora dos Estados Unidos, os médicos recomendam que todas as pessoas façam um ECG antes de iniciarem um programa de exercícios.

Como os médicos tratam morte por parada cardíaca súbita?

Uma pessoa que para de respirar e sofre um colapso requer tratamento imediato:

Se a pessoa sobreviver, os médicos tratam o quadro clínico que causou o problema. Eles podem prescrever medicamentos ou inserir um cardioversor-desfibrilador implantável. Um cardioversor-desfibrilador implantável é um dispositivo que os médicos colocam no coração para monitorar seus batimentos e restaurá-los se o coração parar de funcionar.

Desfibrilador externo automatizado: Impulsionar o coração

Um desfibrilador externo automatizado (DEA) é um dispositivo que pode detectar e corrigir um tipo de arritmia cardíaca chamada fibrilação ventricular. A fibrilação ventricular causa a parada cardíaca.

Os DEAs são fáceis de usar. A Cruz Vermelha e outras organizações fornecem sessões de formação sobre o uso dos DEAs. A maioria das sessões de treinamento demora somente algumas horas; mas é possível usar um DEA mesmo se você nunca tiver participado de um curso de treinamento. Diferentes DEAs têm instruções ligeiramente diferentes de uso. As instruções estão escritas no DEA, e DEAs mais modernos também usam instruções de voz para orientar o usuário em cada passo. Os DEAs estão disponíveis em muitos locais públicos, como estádios, aeroportos e casas de show. As pessoas informadas por seu médico da probabilidade de desenvolverem fibrilação ventricular, mas que não têm um desfibrilador implantado, podem desejar comprar um DEA para uso doméstico pelos membros da família, que devem ser treinados para o uso.

Desfibrilador externo automatizado: Impulsionar o coração
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
quiz link

Test your knowledge

Take a Quiz! 
ANDROID iOS
ANDROID iOS
ANDROID iOS
PRINCIPAIS