Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Fatos rápidos

Transtornos convulsivos

Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha os detalhes completos

O que é um transtorno convulsivo?

Convulsões são alterações nos sinais elétricos do cérebro. Um transtorno convulsivo é um problema que provoca convulsões na pessoa.

O cérebro é formado por células nervosas. As células nervosas se comunicam entre si por meio de sinais elétricos. Uma convulsão ocorre se um número excessivo de células nervosas enviar sinais ao mesmo tempo.

Durante uma convulsão, a pessoa pode:

  • Cair e começar a ter tremores

  • Perder a consciência ou ficar confusa

Geralmente, depois de alguns minutos, as células nervosas voltam a se comportar normalmente e a pessoa volta ao normal.

Ligue para o serviço de emergência para obter assistência médica ou dirija-se ao hospital imediatamente se uma pessoa apresentar uma convulsão que dure mais de cinco minutos.

O que é a epilepsia?

Epilepsia é um transtorno convulsivo que faz uma pessoa ter convulsões.

Algumas pessoas têm uma única convulsão que nunca mais se repete e não têm epilepsia. Pessoas com epilepsia têm muitas convulsões, mas o número de convulsões varia. Algumas pessoas com epilepsia têm somente uma ou duas convulsões por ano. Algumas apresentam convulsões todos os dias.

O que causa um transtorno convulsivo?

Na maioria das vezes, os médicos não sabem o que faz uma pessoa ter um transtorno convulsivo.

Se a primeira convulsão ocorrer quando se é um bebê, a causa costuma ser diferente do que se a primeira convulsão ocorrer quando se é um adulto.

Se a primeira convulsão ocorrer antes dos 2 anos de idade, as causas comuns são:

  • Febre alta

  • Problemas no equilíbrio químico do organismo, um quadro clínico denominado distúrbio metabólico

  • Defeito congênito do cérebro

  • Falta de oxigênio durante o parto

  • A utilização de determinados medicamentos pela mãe durante a gravidez

Se a primeira convulsão ocorrer depois dos 18 anos de idade, as causas comuns são:

Se a pessoa sofrer apenas uma convulsão, geralmente ela é causada por:

As convulsões podem ser causadas por luzes piscando ou videogames (epilepsia reflexa), mas isso é raro.

O que acontece durante uma convulsão?

É possível manifestar sintomas antes de uma convulsão (o que é denominado aura). É possível perceber:

  • Odor estranho

  • Paladar estranho

  • Sensação de déjà vu (sensação de que alguma coisa que está acontecendo neste exato instante já aconteceu antes)

  • Sensação de que se está em vias de sofrer uma convulsão

Durante a convulsão, a pessoa não está ciente do que está acontecendo e não consegue falar nem responder. Entretanto, ela continua a respirar.

Durante uma convulsão, pode-se:

  • Cair e começar a ter tremores no corpo todo

  • Ter o olhar fixo ou ficar confuso

  • Perder a firmeza e desmaiar

  • Não conseguir falar

  • Curvar as costas e ter uma aparência rígida

  • Perder o controle da bexiga ou do intestino, causando micção (xixi) ou evacuação (cocô) involuntária

Às vezes, as convulsões (contrações e espasmos musculares) afetam apenas uma parte do corpo, como o braço e a perna de um lado.

Depois de uma convulsão, a pessoa pode se sentir um pouco confusa por uma ou duas horas e ter sintomas como:

  • Cefaleia

  • Dores musculares

  • Sentir-se muito fraca e cansada

Se a pessoa sofrer uma convulsão enquanto estiver dirigindo ou subindo uma escada, ela pode se machucar ou machucar outros.

O que os médicos fazem depois que a pessoa sofre uma convulsão?

Os médicos realizam diversos procedimentos, dependendo de a pessoa já ter sofrido convulsões antes. Se ela já tiver sofrido convulsões antes, geralmente não precisará de muitos exames.

Se esta tiver sido sua primeira convulsão, os médicos procurarão descobrir o que a causou. Os médicos examinarão a pessoa e farão muitas perguntas e geralmente pedirão exames, tais como:

Se a pessoa tiver tido convulsões antes e os médicos já a tiverem examinado minuciosamente, ela pode não precisar de exames. Normalmente, o médico desejará examiná-la e pedirá exames se:

  • A convulsão tiver demorado mais que a convulsão típica

  • A convulsão tiver sido diferente da convulsão típica

  • A pessoa não voltar ao normal tão rapidamente quanto de costume

  • Ela tiver febre

  • Ela tiver se machucado

Se a pessoa toma medicação para prevenir convulsões, os médicos geralmente pedem um exame de sangue para verificar se há medicação suficiente na corrente sanguínea.

Os médicos farão o diagnóstico de transtorno convulsivo se a pessoa tiver sofrido duas ou mais convulsões em momentos diferentes.

Como os médicos tratam transtornos convulsivos?

Se a pessoa estiver sofrendo uma convulsão enquanto estiver no consultório ou hospital, os médicos poderão:

  • Administrar medicamentos pela veia (IV) para interromper a convulsão, se esta durar mais de cinco minutos

Se os médicos souberem o que está causando as convulsões, eles tratarão a causa.

Para prevenir convulsões, os médicos:

  • Prescreverão um medicamento anticonvulsivante para ser tomado diariamente

  • Recomendarão evitar álcool, drogas e estresse, se estes estiverem desencadeando as convulsões

É muito importante tomar os medicamentos anticonvulsivantes da forma prescrita pelo médico. Não tomar o medicamento é um motivo comum para sofrer uma convulsão.

Se a pessoa tiver sofrido uma convulsão nos últimos seis meses, a recomendação dos médicos geralmente será a de NÃO:

  • Operar instrumentos elétricos

  • Escalar

  • Nadar

  • Tomar banhos de banheira

  • Dirigir

Passados seis meses sem uma convulsão, a pessoa geralmente pode retomar essas atividades novamente.

O que devo fazer se uma pessoa estiver tendo uma convulsão?

  • Não entre em pânico - a maioria das convulsões cessa espontaneamente em um ou dois minutos

  • Mantenha a pessoa afastada de coisas que possam machucar (por exemplo, escadas ou objetos pontiagudos)

  • Afrouxe roupas apertadas ao redor do pescoço

  • Vire a pessoa de lado

  • Coloque um travesseiro sob sua cabeça

  • Fique com ela até a convulsão acabar

  • Chame um médico

Apesar do que é dito por aí:

  • NÃO coloque uma colher ou qualquer outro objeto na boca da pessoa

  • NÃO tente segurar a língua da pessoa

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Teste os seus conhecimentos
Paralisia das cordas vocais
A paralisia das cordas vocais é a incapacidade de mover os músculos que controlam as cordas vocais. A paralisia pode afetar uma ou as duas cordas vocais. A paralisia de ambas as cordas vocais é potencialmente fatal. Das opções seguintes, qual é a causa mais provável de paralisia de ambas as cordas vocais?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS