Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Hipofosfatemia (níveis baixos de fosfato no sangue)

Por

James L. Lewis, III

, MD, Brookwood Baptist Health and Saint Vincent’s Ascension Health, Birmingham

Última revisão/alteração completa set 2018| Última modificação do conteúdo set 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Na hipofosfatemia, os níveis de fosfato no sangue estão excessivamente baixos.

O fosfato é um dos eletrólitos do corpo, que são minerais que carregam uma carga elétrica quando dissolvidos em líquidos corporais, como o sangue, mas a maioria do fosfato no corpo não tem carga.

A hipofosfatemia pode ser

  • Aguda

  • Crônica

Hipofosfatemia aguda

Na hipofosfatemia aguda, os níveis de fosfato no sangue sofrem uma queda súbita para níveis tão baixos que chegam a ser perigosos. Uma vez que o organismo utiliza grandes quantidades de fosfato durante a recuperação de determinadas doenças, a hipofosfatemia aguda pode ocorrer em pessoas que estão se recuperando dos seguintes quadros clínicos:

Essa diminuição repentina nos níveis de fosfato pode causar ritmos cardíacos anormais e até mesmo a morte.

Hipofosfatemia crônica

Na hipofosfatemia crônica, os níveis de fosfato no sangue ficam excessivamente baixos com o passar do tempo. A hipofosfatemia crônica normalmente surge devido a um excesso de excreção de fosfato. As causas incluem o seguinte:

  • Diarreia crônica

  • Uso de diuréticos por longo período

  • Uso de grandes quantidades de antiácidos contendo alumínio por longo período

  • Utilização de grandes quantidades de teofilina (usada no tratamento da asma)

Você sabia que...

  • Algumas pessoas que sobreviveram a campos de concentração morreram, porque seus níveis de fosfato, que já estavam baixos, repentinamente caíram quando elas começaram a ingerir uma dieta normal, um fenômeno denominado síndrome da realimentação.

Sintomas

Os sintomas da hipofosfatemia ocorrem apenas quando os níveis de fosfato no sangue se tornam muito baixos. A pessoa apresenta fraqueza muscular, seguida de estupor, coma e morte.

Na hipofosfatemia crônica leve, os ossos podem enfraquecer e resultar em dor óssea e fraturas. A pessoa pode ficar fraca e perder o apetite.

Diagnóstico

  • Medição dos níveis de fosfato no sangue

A hipofosfatemia é diagnosticada quando os exames de sangue mostram que os níveis de fosfato no sangue estão baixos. O médico faz outros exames para identificar a causa, se ela não estiver imediatamente aparente.

Tratamento

  • Aumento da ingestão de fosfato

Qualquer medicamento que possa reduzir os níveis de fosfato será interrompido.

Se a hipofosfatemia for leve e não causar sintomas, beber leite com baixo teor de gordura ou leite desnatado, que fornece uma grande quantidade de fosfato, pode ajudar. Alternativamente, a pessoa pode tomar fosfato por via oral, mas fazer isso normalmente provoca diarreia.

Se a hipofosfatemia for muito grave ou se o fosfato não puder ser tomado por via oral, o fosfato pode ser administrado pela veia (via intravenosa).

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Visão geral do sistema endócrino e hormonal
Vídeo
Visão geral do sistema endócrino e hormonal
Modelos 3D
Visualizar tudo
Sistema endócrino masculino
Modelo 3D
Sistema endócrino masculino

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS