Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Síndrome de supercrescimento bacteriano

Por

Atenodoro R. Ruiz, Jr.

, MD, The Medical City, Pasig City, Metro-Manila, Philippines

Última revisão/alteração completa out 2019| Última modificação do conteúdo out 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

A síndrome de supercrescimento bacteriano é um distúrbio em que o movimento inadequado do conteúdo intestinal permite que certas bactérias normais do intestino cresçam excessivamente, causando diarreia e absorção deficiente de nutrientes (má absorção).

  • Alguns quadros clínicos e distúrbios diminuem ou interrompem o movimento do conteúdo pelo intestino.

  • Algumas pessoas não têm sintomas, enquanto outras têm desconforto abdominal, diarreia, inchaço e flatulência excessiva.

  • O diagnóstico toma por base os sintomas, especialmente em pessoas que realizaram determinados tipos de cirurgia ou têm determinados distúrbios.

  • Antibióticos podem eliminar o excesso de bactéria.

Causas

O movimento normal e constante dos conteúdos intestinais (movimentos peristálticos) é importante para ajudar a manter um equilíbrio apropriado de bactérias no intestino delgado. Os quadros clínicos em que os conteúdos intestinais se movem lentamente ou se acumulam em um local permitem o crescimento excessivo de bactérias. Esses quadros clínicos incluem certos tipos de cirurgia no estômago, intestino ou ambos. Distúrbios como diabetes, esclerose sistêmica e amiloidose também diminuem os movimentos peristálticos, causando crescimento excessivo de bactérias.

As bactérias em excesso consomem nutrientes, incluindo carboidratos e vitamina B12, levando à menor ingestão de calorias e à deficiência de vitamina B12. As bactérias também quebram os sais biliares, que são secretados pelo fígado para ajudar a digestão. A perda de sais da bile dificulta a absorção de gorduras, levando à diarreia e à má nutrição.

Sintomas

Os sintomas mais frequentes de síndrome de crescimento excessivo de bactérias são desconforto abdominal, diarreia, distensão e flatulência excessiva. Algumas pessoas têm alguns sintomas ou apenas perda de peso ou deficiências nutricionais. Outras pessoas apresentam diarreia ou esteatorreia (fezes de cores claras, moles, volumosas, gordurosas e excepcionalmente fétidas) graves.

Diagnóstico

  • Avaliação médica dos sintomas

  • Exame do ar exalado e cultura das fezes

  • Radiografias

O médico faz o diagnóstico tomando por base os sintomas característicos, especialmente em pessoas que realizaram determinados tipos de cirurgia ou têm determinados distúrbios.

Às vezes, o médico coleta uma amostra de líquido a partir de um tubo flexível inserido no intestino delgado durante um procedimento denominado endoscopia. O médico envia o líquido para cultura para determinar quantas bactérias estão presentes.

Alguns médicos preferem realizar exames do ar exalado, como o exame de xilose marcada com 14C do ar exalado. Nesse exame, a pessoa bebe um líquido contendo um marcador especial, levemente radioativo (carbono-14) ligado a um açúcar (xilose). Se a xilose-C14 for decomposta pelo excesso de bactérias, o carbono-14 pode ser detectado na respiração da pessoa, o que sugere que a pessoa tem crescimento excessivo de bactérias.

Às vezes, a pessoa tem anomalias das estruturas internas que a tornam suscetível ao supercrescimento de bactérias. Para identificar essas anomalias, o médico tira radiografias do estômago e do intestino delgado após a pessoa ingerir um líquido que aparece na radiografia (um procedimento denominado série gastrointestinal [GI] superior).

Tratamento

  • Antibióticos

  • Alterações na dieta

A maioria das pessoas melhora com antibióticos orais administrados durante 10 a 14 dias.

Como o excesso de bactérias cresce mais rápido com carboidratos, a pessoa deve seguir uma dieta mais rica em gordura e com menos carboidratos e fibras. O médico receita suplementos para corrigir eventuais deficiências nutricionais.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Exame de cápsula endoscópica
Vídeo
Exame de cápsula endoscópica
O intestino delgado é uma parte do trato gastrointestinal (trato GI). Apresenta aproximadamente...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Doença de Crohn
Modelo 3D
Doença de Crohn

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS