Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Endoscopia

Por

Jonathan Gotfried

, MD, Lewis Katz School of Medicine at Temple University

Última revisão/alteração completa jun 2019| Última modificação do conteúdo jun 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
Recursos do assunto

A endoscopia é um exame das estruturas internas através de um tubo flexível para visualização (endoscópio). A endoscopia também pode ser utilizada para tratar vários distúrbios porque o médico consegue passar instrumentos pelo tubo.

Quando introduzido pela boca, o endoscópio pode ser usado para examinar o esôfago (esofagoscopia), estômago (gastroscopia) e parte do intestino delgado (endoscopia digestiva alta). É possível que seja administrado um anestésico em líquido ou spray para amortecer a garganta da pessoa que está realizando uma endoscopia da parte superior do trato digestivo, antes do procedimento.

Quando introduzido através do ânus, o endoscópio pode ser usado para examinar o reto (anuscopia); a porção inferior do intestino grosso, o reto, e o ânus (sigmoidoscopia); e todo o intestino grosso, o reto e o ânus (colonoscopia). No caso de procedimentos além da anuscopia e da sigmoidoscopia, a pessoa geralmente recebe medicamentos pela veia (por via intravenosa) para acalmá-la e evitar o desconforto (sedação).

Viewing the Digestive Tract With an Endoscope

Um tubo flexível chamado endoscópio é utilizado para visualizar diferentes partes do trato digestivo. O tubo contém vários canais ao longo do seu comprimento. Os diferentes canais são utilizados para transmitir a luz para a área a ser analisada, para visualizar a área através da lente de uma câmera (através de uma câmera na extremidade do tubo), para bombear líquidos ou ar para dentro ou para fora e para passar instrumentos de biopsia ou cirurgia. Quando introduzido pela boca, o endoscópio pode ser usado para examinar o esôfago, estômago e parte do intestino delgado. Quando inserido através do ânus, o endoscópio pode ser usado para examinar o reto, o ânus e todo o intestino grosso. Diferentes endoscópios são utilizados para diferentes procedimentos, e os tubos variam de comprimento e tamanho.

Viewing the Digestive Tract With an Endoscope

Os endoscópios variam em diâmetro de aproximadamente 0,5 cm a 1,5 cm e em comprimento de aproximadamente 30,5 cm a 2 m. A escolha do endoscópio depende de qual a parte do trato digestivo deve ser examinada. O endoscópio é flexível e possui tanto uma fonte de iluminação como uma pequena câmera, permitindo que o médico tenha uma boa visão do revestimento do trato digestivo. O médico consegue visualizar áreas de irritação, úlceras, inflamação e massas de tecido anômalo. Alguns endoscópios possuem sondas ultrassonográficas na ponta. Imagens dessas sondas podem mostrar detalhes que as sondas ultrassonográficas utilizadas sobre a pele da pessoa não conseguem.

O médico pode utilizar endoscópios para verificar a presença de determinados distúrbios nas pessoas como, por exemplo, câncer de cólon. Por exemplo, pessoas com 50 anos de idade ou mais devem realizar colonoscopia a cada dez anos (ou com maior frequência ou começar mais jovens caso apresentem pólipos no cólon ou tiverem histórico familiar de câncer de cólon) para detectar pólipos ou outras alterações.

Muitos endoscópios são equipados com um pequeno dispositivo de corte com o qual podem ser coletadas amostras de tecido (biópsia endoscópica). Essas amostras podem, então, ser avaliadas com respeito à presença de inflamação, infecção ou câncer. Como o revestimento e as camadas internas das paredes do trato digestivo não têm nervos que percebem dor (com exceção da parte inferior do ânus), esse procedimento é indolor.

Endoscópios também podem ser utilizados para tratamento. Um médico pode passar diferentes tipos de instrumentos através de um pequeno canal no endoscópio. Uma sonda elétrica na ponta do endoscópio pode ser utilizada para destruir o tecido anômalo, remover pequenos tumores ou fechar um vaso sanguíneo. Uma agulha na ponta pode ser usada para injetar medicamentos nas veias dilatadas no esôfago e parar seu sangramento.

Antes de um procedimento endoscópico, a pessoa precisa evitar o consumo de alimentos por seis a oito horas e evitar o consumo de líquidos por duas a quatro horas antes do procedimento. Alimentos no estômago podem obstruir a visão do médico e podem ser vomitados durante o procedimento. Antes de um endoscópio ser introduzido através do reto e do cólon, a pessoa normalmente toma laxantes e, às vezes, são feitos enemas para limpar possíveis detritos de fezes. No caso de alguns procedimentos, é possível que a pessoa precise consumir apenas líquidos (por exemplo, gelatina ou caldo) no dia anterior ao procedimento.

Complicações resultantes da endoscopia são relativamente raras, e a maioria é relacionada aos medicamentos utilizados para sedação. Embora o endoscópio possa causar lesão ou mesmo perfuração do trato digestivo, normalmente o que ele causa é irritação da mucosa do trato e sangramento leve que costuma desaparecer sozinho.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS