Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Tendinose posterior tibial e tenossinovite posterior tibial

Por

Kendrick Alan Whitney

, DPM, Temple University School of Podiatric Medicine

Última revisão/alteração completa dez 2019| Última modificação do conteúdo dez 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

A

tendinose posterior tibial é o desgaste do tendão que passa por trás e ao redor do lado interno do tornozelo (chamado tendão posterior tibial). Já a tenossinovite posterior tibial é a inflamação da cobertura protetora sobre o tendão (chamada bainha do tendão).

  • O tendão posterior tibial pode ficar lesionado ou inflamado.

  • Uma variação de graus de dor é sentida ao redor do tornozelo.

  • O diagnóstico é geralmente baseado em sintomas e exames e, algumas vezes, exames por imagem.

  • Dependendo do distúrbio, órteses e cirurgia ou terapia para aliviar a inflamação podem ajudar.

O tendão posterior tibial ajuda a manter o arco do pé em uma posição normal.

A tendinose posterior tibial é geralmente causada por uma tensão contínua excessiva, causada por um problema com a forma como os tornozelos se movimentam. Na maioria dos casos, a pessoa possui um arco baixo, e o pé tende a girar para fora ao andar, geralmente porque a pessoa está com sobrepeso. A disfunção do tendão pode contribuir ainda mais para o achatamento do arco. O tendão pode se romper completamente e, em alguns casos, repentinamente em uma pessoa jovem.

A tenossinovite posterior tibial inicia-se com uma inflamação repentina da bainha do tendão. O tendão pode ser afetado por distúrbios inflamatórios, tais como artrite reumatoide ou gota.

Sintomas

Na tendinose posterior tibial, antes de isso ocorrer, as pessoas têm uma dor ocasional atrás da parte interna do tornozelo. Com o tempo, a dor fica intensa e ocorre o inchaço. Ficar em pé e andar normalmente são tarefas que se tornam difíceis. Geralmente, ficar na ponta dos pés é doloroso e pode ser impossível se o tendão estiver completamente rompido. Se o tendão se romper completamente, o pé pode repentinamente achatar-se (chamado colapso do arco) e a dor pode ser sentida na sola.

Na tenossinovite posterior tibial, a dor normalmente ocorre repentinamente e o tendão pode parecer espesso e inchado conforme serpenteia ao redor da saliência no interior do tornozelo (maléolo medial).

Diagnóstico

  • Exame médico

  • Às vezes, ressonância magnética (RM)

Os médicos podem, muitas vezes, basear o diagnóstico nos sintomas de uma pessoa e nos resultados de um exame. Porém, em alguns casos, uma RM é necessária para confirmar o diagnóstico e verificar a extensão da lesão do tendão.

Tratamento

  • Para tendinose posterior tibial, órteses e aparelhos ou cirurgia

  • Para tenossinovite posterior tibial, terapia anti-inflamatória

Para tendinose posterior tibial, geralmente, dispositivos colocados nos calçados (órteses) e tornozeleiras utilizadas com calçados ou botas de apoio são suficientes. Rupturas completas são tratadas cirurgicamente para que as pessoas possam, novamente, agir normalmente. A cirurgia é muito importante em pessoas jovens e ativas, em que as rupturas acontecem repentinamente.

Para tenossinovite posterior tibial, repouso e medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) são usados.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
O que é gota?
Vídeo
O que é gota?
Modelos 3D
Visualizar tudo
Síndrome do túnel do carpo
Modelo 3D
Síndrome do túnel do carpo

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS