Não encontrado
Locais

Encontre informações sobre assuntos médicos, sintomas, medicamentos, procedimento, noticias e mais, redigidas em linguagem simples.

Nódulos na mama

Por Victor G. Vogel, MD, MHS, American Cancer Society

Um nódulo na mama é um espessamento ou inchaço que se sente diferente do tecido mamário ao redor. Um nódulo pode ser descoberto em uma mama por acaso, durante um autoexame da mama ou durante um exame físico de rotina por um médico.

Nódulos nas mamas são relativamente comuns e geralmente não são cancerígenos.

Os nódulos podem ser indolores ou doloridos. Às vezes, são acompanhados por secreção no mamilo (veja Secreção no mamilo) ou alterações na pele, como irregularidades, vermelhidão ou textura com covinhas (chamado de peau d'orange ou pele de laranja) ou pele esticada. Nódulos podem ser sacos cheios de líquido (cistos) ou massas sólidas, que geralmente são fibroadenomas. Fibroadenomas não são cancerígenos, e cistos geralmente não são.

Causas

Causas comuns

As causas mais comuns são:

  • Fibroadenomas

  • Alterações fibrocísticas

Fibroadenomas ( Fibroadenomas) geralmente são nódulos indolores que se sentem como pequenas bolas de gude escorregadias. Geralmente se desenvolvem em mulheres jovens, especialmente adolescentes. Esses nódulos podem ser confundidos com câncer, mas não são.

Alterações fibrocísticas ( Alterações fibrocísticas) incluem dor, cistos e nódulos gerais (incluindo fibroadenomas) na mama. As mulheres podem ter um ou mais desses sintomas. As mamas parecem irregulares e densas e geralmente se sentem macias quando tocadas.

Na maioria das mulheres, alterações fibrocísticas estão relacionadas às flutuações mensais nos níveis dos hormônios femininos estrogênio e progesterona. Esses hormônios estimulam o tecido mamário.

A maioria das alterações fibrocísticas não aumenta o risco de câncer de mama. Algumas delas sim, mas apenas um pouco.

Outras causas

Às vezes, os nódulos resultam de

  • Infecções na mama, incluindo acúmulo de pus (abscessos)

  • Uma glândula de leite entupido (galactocele), o que geralmente ocorre de 6 a 10 meses após o fim da amamentação

  • Lesões, que podem resultar na formação de tecido com cicatriz

  • Câncer

Infecções, galactoceles e formação de tecido com cicatriz não aumentam o risco de câncer de mama.

Avaliação

As seguintes informações podem ajudar as pessoas a decidirem se é necessário procurar um médico para uma avaliação e ajudá-los a saber o que esperar durante a avaliação.

Sinais de alerta

Certos sintomas e características devem receber uma atenção especial:

  • Um nódulo preso na pele ou na parede torácica

  • Um nódulo com textura dura e irregular

  • Covinhas na pele perto do nódulo

  • Linfonodos da axila que estão emaranhados ou presos à pele ou parede torácica

  • Uma secreção sangrenta no mamilo

Quando consultar um médico

Como os nódulos na mama podem ser cancerígenos (embora raramente sejam), eles devem ser avaliados por um médico dentro de cerca de 3 a 7 dias.

Atraso de uma semana mais ou menos não é prejudicial, a menos que haja sinais de infecção, como vermelhidão, inchaço e/ou uma secreção de pus. As mulheres com esses sintomas devem consultar um médico dentro de 1 ou 2 dias.

O que o médico faz

Os médicos fazem à mulher perguntas sobre o nódulo e outros sintomas, incluindo sintomas gerais, como perda de peso, fadiga e dores ósseas (o que pode indicar câncer avançado). Os médicos também perguntam à mulher sobre seu histórico médico e familiar, incluindo fatores de risco para câncer de mama ( Fatores de risco do câncer de mama).

Então, os médicos fazem um exame físico, com foco nas mamas e áreas ao redor delas ( Câncer de mama : Triagem). Nódulos flexíveis dolorosos em mulheres mais jovens geralmente são alterações fibrocísticas, especialmente se a mulher tiver tido nódulos semelhantes antes. Os médicos determinam se as mamas estão com formato e tamanho semelhantes e verificam cada mama para detectar anormalidades, especialmente sinais de alerta. O câncer é mais provável se houver sinais de alerta.

Exames

Normalmente, são necessários testes para determinar se os nódulos mamários são cancerígenos ou não, porque é difícil fazer isso durante um exame físico e porque a não identificação do câncer tem consequências graves.

Ultrassonografia geralmente é feita primeiro para tentar diferenciar nódulos sólidos de cistos, que raramente são cancerígenos.

Se o nódulo parecer um cisto, uma agulha com uma seringa geralmente é inserida no interior do cisto, e o fluido é coletado (processo chamado de aspiração) e examinado. O fluido será testado para detectar se há células cancerígenas se for sangrento, se pouco fluido for obtido ou se o nódulo permanecer após a aspiração. Caso contrário, a mulher será examinada novamente em 4 a 8 semanas. Se o cisto não puder ser sentido, é considerado não cancerígeno. Se persistir, a aspiração será feita novamente, e o líquido será enviado para análise, independentemente da aparência. Se o fluido do cisto sugerir câncer ou se o cisto repetir pela terceira vez, será feita biopsia.

Se o nódulo parecer sólido, geralmente é feita mamografia, seguida por uma biopsia. A maioria das mulheres não precisa ser hospitalizada para esses procedimentos. Geralmente, apenas é necessário um anestésico local.

Tratamento

O tratamento depende da causa. Para alterações fibrocísticas, usar um sutiã macio e sustentador e tomar analgésicos, como acetaminofeno ou um anti-inflamatório não esteroide (AINE), pode ajudar a aliviar os sintomas.

Às vezes, os cistos são drenados. Geralmente, fibroadenomas podem ser removidos. No entanto, podem reaparecer.

Pontos-chave

  • A maioria dos nódulos na mama não é câncer.

  • Como é difícil distinguir nódulos não cancerígenos de cancerígenos durante um exame físico, geralmente são feitos outros exames.