Não encontrado
Locais

Encontre informações sobre assuntos médicos, sintomas, medicamentos, procedimento, noticias e mais, redigidas em linguagem simples.

Trombose do seio cavernoso

Por James Garrity, MD, Mayo Clinic

Trombose do seio cavernoso é uma doença muito rara na qual um coágulo sanguíneo (trombose) se forma no seio cavernoso.

  • Em geral a doença tem como causa a disseminação da bactéria de uma infecção no rosto ou no seio cavernoso.

  • Os sintomas incluem dor na cabeça e no rosto, perturbações visuais, olhos saltados e febre alta.

  • O diagnóstico é baseado em sintomas e nos resultados de uma tomografia computadorizada (TC) ou de uma ressonância magnética (RM).

  • Mesmo com tratamento, a doença pode resultar em consequências graves ou ser fatal.

  • São administradas altas doses de antibióticos para acabar com a infecção.

O seio cavernoso é uma grande veia na base do cérebro, atrás dos olhos. O seio cavernoso não é um dos seios cheios de ar em torno do nariz (os seios nasais).

Causas

A trombose do seio cavernoso (TSC) em geral tem como causa a disseminação da bactéria (quase sempre Staphylococcus aureus) de uma infecção no rosto, dentária ou no seio nasal. A TSC pode ser causada por infecções faciais comuns como pequenas bolhas nasais em volta de folículos capilares (furúnculos) ou sinusite do esfenóide ou dos seios etmoidais. Sendo a TSC uma possível complicação, o médico sempre considera séria uma infecção na área em torno do nariz até a beira dos olhos. A TSC pode afetar os nervos cranianos ( Considerações gerais dos nervos cranianos) próximos do seio cavernoso que movimentam os olhos e fornecem sensação para o rosto. A TSC também pode levar a uma infecção do cérebro e do líquido em volta das meninges (meningoencefalite), abscesso cerebral, AVC, cegueira e a uma hipófise hipoativa (hipopituitarismo— Hipopituitarismo).

Sintomas

A TSC causa sintomas como protrusão anormal dos olhos (proptose), edema das pálpebras, dor de cabeça intensa, dor ou entorpecimento facial, movimentos dos olhos prejudicados (oftalmoplegia) com visão dupla, perda de visão, sonolência, febre alta e pupilas excessivamente dilatadas ou desiguais. Se a bactéria se espalhar para o cérebro, pode ocorrer sonolência mais intensa, convulsões, coma, sensações anormais ou fraqueza muscular em algumas áreas do corpo.

Diagnóstico

Em geral é pedida a tomografia computadorizada (TC) ou imagem por ressonância magnética (IRM) dos seios nasais, olhos e cérebro. Para identificar a bactéria, uma amostra sanguínea e amostras de fluido, muco ou pus da garganta e nariz são enviadas ao laboratório para cultura. Também pode ser realizada uma punção lombar ( Testes para diagnóstico de distúrbios do encéfalo, da medula espinal e do nervo : Punção lombar).

Prognóstico

Mesmo com tratamento, a TSC ainda pode ser um risco à vida. Cerca de 30 a 50% das pessoas afetadas morrem e outras 30% desenvolvem sérias consequências (como movimento dos olhos prejudicado e visão dupla, cegueira, incapacidade devido a um AVC e hipopituitarismo), que podem ser permanentes.

Tratamento

Altas doses de antibióticos administrados pela veia (via intravenosa) começam imediatamente. O seio nasal infectado pode ser drenado cirurgicamente, principalmente se a pessoa não melhorar após 24 horas de tratamento com antibióticos. Muitas vezes são administrados corticosteroides se os nervos cranianos foram afetados. Se há hipopituitarismo, corticosteroides e também outros hormônios são administrados.