Não encontrado
Locais

Encontre informações sobre assuntos médicos, sintomas, medicamentos, procedimento, noticias e mais, redigidas em linguagem simples.

Timeline


História dos Manuais MSD

Em 1899, a empresa farmacêutica americana Merck & Co. publicou pela primeira vez um pequeno livro de consultas para médicos e farmacêuticos intitulado “Merck’s Manual of the Materia Medica”. Com a intenção de auxiliar os médicos e os farmacêuticos, lembrando aos médicos que a “memória é traiçoeira”. Compacto, fácil de usar e abrangente, o Manual Merck (como passou a ser conhecido posteriormente) tornou-se um recurso favorito das pessoas envolvidas em assistência médica e de outras pessoas que precisavam consultar informações médicas. Até Albert Schweitzer levou uma cópia para África em 1913 e o Almirante Byrd levou uma cópia para o Polo Sul em 1929. 

Com o passar dos anos, cada edição posterior do livro aumenta em tamanho e escopo, tornando-se, eventualmente, um dos recursos médicos abrangentes mais amplamente utilizado do mundo.  No final dos anos 80, o livro tinha sido traduzido para mais de uma dúzia de idiomas.

Em 1990, apresentamos o Manual de Geriatria Merck. Este novo livro rapidamente se tornou o livro de medicina geriátrica mais vendido, fornecendo informações específicas e abrangentes sobre cuidados a pessoas idosas. A 3.ª edição foi publicada em cinco idiomas. O Manual Merck de Saúde e Envelhecimento, publicado em 2004, deu continuidade ao compromisso da Merck para com a educação sobre cuidados geriátricos, prestando informações sobre envelhecimento e problemas de saúde em pessoas idosas em uma linguagem compreensível ao público.

O Manual Merck de Informações Médicas de Uso Residencial foi publicado em 1997. Neste livro revolucionário, os editores traduziram as informações médicas complexas contidas no Manual Merck para uma linguagem simples, criando um livro acessível a todas as pessoas que não possuíam um diploma de Medicina. Este livro foi atualizado em 2003, tornando-se a Segunda Edição de Uso Residencial, e em 2009 se tornou o Manual de Saúde Merck de Uso Residencial.

A edição do centenário da primeira edição (a 17ª) do Manual foi publicada em 1999 e as primeiras versões digitais dos Manuais foram colocadas à disposição gratuitamente na internet. Um pouco depois, os Manuais foram divulgados na forma de aplicativos para aparelhos móveis para tirar proveito dos avanços tecnológicos e para atender melhor às necessidades de informação dos leitores.

Com o passar dos anos, os Manuais, tanto a versão para profissionais como para consumidores, foram traduzidos para 17 idiomas. Várias dessas traduções também estão disponíveis na internet.  As versões digitais dos Manuais fora dos EUA são chamadas de Manuais MSD.

Em 2014 foi tomada a decisão de continuar apenas com publicações digitais. Uma atualização contínua do teor permite que os Manuais acompanhem o ritmo dos atuais avanços que estão ocorrendo rapidamente nas informações médicas. Uma publicação digital também permite que os Manuais incluam todo tipo de teor multimídia e os libera da necessidade de ter que fazer com que as informações fiquem restritas aos limites dos livros impressos.